quinta-feira, 30 de junho de 2011

Novidades Apetecíveis - ASA

A Editora ASA apresenta-nos para o mês de Julho duas novidades que, quanto a mim, são extremamente apetecíveis e deliciosas! =)

A Herança parece-me ser o tipo de livro que me enche as medidas, carregado de mistérios e segredos por desvendar e ainda por cima com uma mansão antiga como cenário! (o que eu adoro mansões...! ^^)

Quanto ao A Rainha dos Gelados, só pela descrição da capa já me deixou a salivar...! ;)


Duas irmãs. Um segredo avassalador. Um passado que não pode permanecer secreto.

Após a morte da avó, as irmãs Erica e Beth Calcott regressam a Storton Manor, a imponente mansão da família. Rodeada pela atmosfera mágica das férias de Verão da sua infância, Erica relembra o passado, particularmente o primo Henry, cujo desaparecimento daquela mesma casa dilacerou a família e marcou Beth terrivelmente. A jovem decide agora descobrir o que aconteceu a Henry, para que o passado possa ser enterrado e a irmã consiga finalmente encontrar alguma paz. Mas, quando começa a investigar, um segredo familiar ameaça sair da sombra: uma história que remonta à América na viragem do século XIX, protagonizada por uma bela herdeira das classes altas e uma terra selvagem e assombrosa. À medida que o passado e o presente convergem, Erica e Beth têm de enfrentar duas terríveis traições e uma dolorosa herança.



Sorvete de romã e champanhe
Mousse de gengibre e pétalas de rosa
Gelado de canela e tarte de maçã
Chocolate: todas as combinações possíveis…
Irão estas iguarias derreter-lhe o coração?


1670. No palácio de Versalhes, que alberga a corte mais elegante do mundo, o jovem Carlo Demirco é famoso pela sua arte de fazer gelados. As suas técnicas trouxeram-lhe riqueza, os favores de Luís XIV e a admiração de todas as mulheres. Todas excepto a que ama: Louise, a dama de companhia de Henrietta, irmã do rei de Inglaterra. Quando Henrietta morre, Louise e Carlo são enviados para Londres como presente para o rei em sofrimento. Chegados a um país de costumes pouco refinados, cujo rei rapidamente se dispõe a seduzir Louise custe o que custar, torna-se claro para ambos que as suas únicas armas serão uma boa dose de diplomacia e quantidades extravagantes de gelo.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

A mulher do Capitão - Ludgero Nascimento dos Santos









Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 224
Editor: Alfarroba

Sinopse: "O onde são as quentes noites de uma pequena vila no norte de Angola. O quando é a Guerra Colonial. O quem são homens e mulheres que se cruzam numa teia de amor, paixão, ódio e traição. O porquê ninguém o conhece.

Este é um romance intenso, apaixonante, que transporta o leitor a um tempo de amores proibidos e sentimentos fortes, mas também de relações de aparências, guerra e morte.

Porque há histórias de amor que têm de ser contadas."

A minha opinião: Primeiro que tudo tenho de agradecer mais uma vez ao autor Ludgero dos Santos pela oportunidade que nos proporcionou de conhecer o seu trabalho. Foi com grande expectativa que iniciei esta leitura...

Como já tinha dito anteriormente, existem livros para saborear e outros para devorar. Este é daqueles livros que dada a natureza dos acontecimentos - rápidos e emocionantes - nos impele a devorarmos página atrás de página sem parar!

Ludgero dos Santos brinda-nos com uma história de amor arrebatadora e proibida que nos prende a atenção, apresenta-nos personagens fortes que depressa nos despertam sentimentos de simpatia ou antipatia.

O autor dá-nos a conhecer factos históricos do que se passou na Guerra Colonial/ Guerra da Libertação e consegue transmitir na perfeição a atmosfera de incerteza, medo e perigo que pairava no ar.

Através das descrições e das várias situações apresentadas pelo autor ficamos a conhecer um pouco desse fascinante continente africano e da simplicidade e lealdade das suas gentes.

"A mulher do Capitão" é uma história de amor, ódio, paixão, traição, lealdade e morte, que certamente não vai deixar ninguém indiferente! Recomendo vivamente esta leitura!

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Curiosidades literárias

Andava eu "perdida" no site da Editorial Presença, há procura da minha próxima aquisição, quando de repente me deparo com a nova capa do livro "A Alquimia do Amor" de Nicholas Sparks. E fiquei encantada! Digam lá se não está linda linda?! Até dá vontade de trazer para casa o livro outra vez :)


terça-feira, 21 de junho de 2011

Novidades Apetecíveis (Julho) - Quinta Essência

Depois de ter lido Ficarei à tua espera o primeiro livro de Michael Baron publicado pela Quinta Essência - que adorei - é com muito agrado que vejo o seu regresso... Com uma capa tão linda e uma sinopse bastante sugestiva vai ser impossível resistir!


Um romance sobre recordações, segredos e um amor inesquecível

A única ponte para o futuro é através do passado.

Hugh Penders viveu num estado de apatia durante quase uma década, desde que o seu irmão Chase morreu num acidente de viação. Transporta no íntimo dois segredos que nunca foi capaz de partilhar com ninguém: acredita que poderia ter sido capaz de evitar o acidente e está profundamente apaixonado por Iris, a namorada de Chase.

Quando o pai de Hugh sofre um grave ataque cardíaco, Hugh tem de regressar à sua casa em Nova Inglaterra, de onde andara a fugir nos últimos dez anos. Um dia, encontra Iris − que se mudara havia muito tempo − na rua. Iniciam uma amizade e Hugh acredita que está a apaixonar-se novamente por ela.

Contudo, o fantasma de Chase paira sobre ambos. E, quando cada um deles revela uma verdade que o outro desconhecia, as suas vidas, a perspectiva que tinham de Chase, e as suas oportunidades de um futuro conjunto mudarão para sempre.

Imbuído da força do desejo e do impacte da perda, Nunca te Esqueci é uma narrativa comovente e romântica que emocionará profundamente o leitor.



segunda-feira, 20 de junho de 2011

Novidades Apetecíveis

Quinta Essência

Sinopse: No Sul da França, os segredos serpenteiam pelo campo ensolarado como os ramos das videiras e como um bom vinho, tornam-se melhores a cada ano que passa. Mas Franny Marten sabe pouco desse mundo. Tudo o que serpenteia através da sua pequena casa de campo na Califórnia é o sonho de se apaixonar. Franny pensava que o sonho podia tornar-se realidade - até q
ue conhece a mulher do seu amante! Mas, quando começa a sentir que o seu coração já ficou destroçado demasiadas vezes, Franny recebe uma carta misteriosa que muda tudo... A carta é um convite para uma reunião da família Marten num château na Provença. Sabendo pouco sobre a família, Franny decide arriscar e faz as malas para a aventura de uma vida. A sua decisão de ir a França irá empurrá-la para um mundo na orla do tempo, onde o azul do Mediterrâneo se
mostra ao longe com a promessa de que tudo é possível. E quando Franny descobre por que motivo o destino a levou à Provença, vai finalmente
entender que quando se trata de amor, às vezes nem tudo é o que parece. Às vezes, é ainda melhor...





Sinopse: Sarah Addison Allen dá-nos as boas-vindas a uma nova povoação: Walls of Water, na Carolina do Norte, onde os segredos são mais espessos do que o nev
oeiro das famosas quedas-dágua da cidade, e as superstições são, de facto, reais. Willa Jackson vem de uma antiga família que ficou arruinada gerações antes. A mansão Blue Ridge Madam, construída pelo bisavô de Willa durante a época área de Walls of Water, e outrora a mais grandiosa casa da cidade, foi durante anos um monumento solitário à infelicidade e ao escândalo. Mas Willa soube há pouco que uma antiga colega de escola a elegante Paxton Osgood - da abastada família Osgood, restaurou a Blue Ridge Madam e a devolveu à sua antiga glória, tencionando transformá-la numa elegante pousada. Talvez, por fim, o passado possa se
r deixado para trás enquanto algo novo e maravilhoso se ergue das suas cinzas. Mas o que se ergue, afinal, é um esqueleto, encontrado sob o solitário pessegueiro da propriedade, que com certeza irá fazer surgir coisas terríveis. Pois os ossos, pertencentes ao carismático vendedor ambulante Tucker Devlin, que exerceu os seus encantos sombrios em Walls of Water setenta e cinco anos antes, não são tudo o que está escondido longe da vista e do coração. Surgem igualmente segredos há muito guardados, aparentemente anunciados por uma súbita onda de estranhos acontecimentos em toda a cidade.


ASA

Sinopse: Todos os anos, Patricia OHara abre as portas do seu magnífico castello do século XIII e organiza um curso de escrita criativa na deslumbrante região da Toscana.
Mas este ano, algo paira no ar quando os sete aspirantes a escritores se juntam à beira da piscina para trocar mexericos, namoriscar e escrever o livro das suas vidas. Em pouco tempo, Mary, a solteira convicta, descobre os encantos de partilhar uma Vespa; o sedutor Jeremy rende-se a talentos que não apenas os seus e até a pragmática Patricia vai arranjar tempo para uma paixão acidental. Graças a esta mistura explosiva de egos e criatividade, segredos obscuros e visitantes inesperados, uma coisa é certa: nunca se assistiu a um Verão como este. Quando o curso chegar ao fim, as suas vidas terão mudado para sempre. E um deles chegará mesmo a escrever um livro.




Editorial Presença


Sinopse: Rachel White sempre foi o protótipo da «menina certinha», que fazia o que se esperava dela e se sacrificava em prol dos outros. Só que, na manhã após a festa do seu aniversário, Rachel acorda ao lado do noivo da sua melhor amiga. O mais correcto seria esquecer o que aconteceu e seguir em frente, mas, à medida que a data do casamento se aproxima, Rachel descobre que as coisas não são assim tão simples, e em breve terá de escolher entre abrir mão da felicidade ou da sua amizade mais antiga. Um romance que lança um olhar pleno de lucidez e de sensibilidade sobre as nuances que existem no amor, na amizade e na traição.

(Relançamento)



Aqui está mais uma nova rubrica do Leituras de A a B. A partir de hoje temos também divulgação editorial. Vamos divulgar aquelas novidades que por um motivo ou outro nos chamaram a atenção.

sábado, 18 de junho de 2011

Pensamentos Literários

"With every book you buy, you should buy the time to read it!"

Karl Lagerfeld


Verdade, verdadinha! Não acham?!

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Aquisições do mês de Abril e Maio.

Apesar das já típicas longas ausências (infelizmente nem sempre pelos melhores motivos =S) das autoras deste blogue, pelas quais pedimos desculpa mais uma vez... e, apesar também do ritmo das nossas leituras estar a passo de caracol, os livrinhos não pararam de chegar à minha estante nos meses de Abril e Maio.

Aqui ficam as minhas últimas aquisições/ofertas: Incluindo a estante que também é nova! :)

segunda-feira, 13 de junho de 2011

123 anos de Fernando Pessoa!

Hoje comemora-se o 123º aniversário do meu/nosso querido Fernando Pessoa, por isso eu não poderia deixar de dar aqui um saltinho para prestar uma pequena homenagem ao meu escritor/génio preferido de todos os tempos! :)

Aqui vos deixo um dos meus poemas preferidos dele, entre muitos claro!

TABACARIA

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.

Janelas do meu quarto,
Do meu quarto de um dos milhões do mundo que ninguém sabe quem é
(E se soubessem quem é, o que saberiam?),
Dais para o mistério de uma rua cruzada constantemente por gente,
Para uma rua inacessível a todos os pensamentos,
Real, impossivelmente real, certa, desconhecidamente certa,
Com o mistério das coisas por baixo das pedras e dos seres,
Com a morte a por humidade nas paredes e cabelos brancos nos homens,
Com o Destino a conduzir a carroça de tudo pela estrada de nada.

Estou hoje vencido, como se soubesse a verdade.
Estou hoje lúcido, como se estivesse para morrer,
E não tivesse mais irmandade com as coisas
Senão uma despedida, tornando-se esta casa e este lado da rua
A fileira de carruagens de um comboio, e uma partida apitada
De dentro da minha cabeça,
E uma sacudidela dos meus nervos e um ranger de ossos na ida.

Estou hoje perplexo, como quem pensou e achou e esqueceu.
Estou hoje dividido entre a lealdade que devo
À Tabacaria do outro lado da rua, como coisa real por fora,
E à sensação de que tudo é sonho, como coisa real por dentro.

Falhei em tudo.
Como não fiz propósito nenhum, talvez tudo fosse nada.
A aprendizagem que me deram,
Desci dela pela janela das traseiras da casa.
Fui até ao campo com grandes propósitos.
Mas lá encontrei só ervas e árvores,
E quando havia gente era igual à outra.
Saio da janela, sento-me numa cadeira. Em que hei de pensar?

Que sei eu do que serei, eu que não sei o que sou?
Ser o que penso? Mas penso tanta coisa!
E há tantos que pensam ser a mesma coisa que não pode haver tantos!
Génio? Neste momento
Cem mil cérebros se concebem em sonho génios como eu,
E a história não marcará, quem sabe?, nem um,
Nem haverá senão estrume de tantas conquistas futuras.
Não, não creio em mim.
Em todos os manicómios há doidos malucos com tantas certezas!
Eu, que não tenho nenhuma certeza, sou mais certo ou menos certo?
Não, nem em mim…
Em quantas mansardas e não-mansardas do mundo
Não estão nesta hora génios-para-si-mesmos sonhando?
Quantas aspirações altas e nobres e lúcidas -
Sim, verdadeiramente altas e nobres e lúcidas -,
E quem sabe se realizáveis,
Nunca verão a luz do sol real nem acharão ouvidos de gente?
O mundo é para quem nasce para o conquistar
E não para quem sonha que pode conquistá-lo, ainda que tenha razão.
Tenho sonhado mais que o que Napoleão fez.
Tenho apertado ao peito hipotético mais humanidades do que Cristo,
Tenho feito filosofias em segredo que nenhum Kant escreveu.
Mas sou, e talvez serei sempre, o da mansarda,
Ainda que não more nela;
Serei sempre o que não nasceu para isso;
Serei sempre só o que tinha qualidades;
Serei sempre o que esperou que lhe abrissem a porta ao pé de uma parede sem porta, (...).



Álvaro de Campos


Para quem não lhe apetecer ler, podem ouvir aqui...
video

domingo, 12 de junho de 2011

Pensamentos Literários

"O livro traz a vantagem de agente poder estar só e ao mesmo tempo acompanhado."

Mário Quintana


quarta-feira, 1 de junho de 2011

Feliz Dia da Criança!!!

Feliz Dia para todas as crianças, pequenas e grandes! =)




Este poderia ser um dia bem mais feliz se todas as crianças do mundo pudessem desfrutar do prazer de ler um livro, aconchegadas no conforto de um lar onde não faltasse comida, saúde, amor e carinho! :(