segunda-feira, 9 de julho de 2012

Frases que Ficam...


As Intermitências da Morte - José Saramago

A morte, a igreja e a filosofia...

"... se acabasse a morte não poderia haver ressurreição, e que se não houvesse ressurreição, então não teria sentido haver igreja. Ora, sendo esta, pública e notoriamente, o único instrumento de lavoura de que deus parecia dispor na terra para lavrar os caminhos que deveriam conduzir ao seu reino, a conclusão óbvia e irrebatível é de que toda a história santa termina inevitavelmente num beco sem saída.
(...) As religiões, todas elas, por mais voltas que lhe dermos, não têm outra justificação para existir que não seja a morte, precisam dela como do pão para a boca" - Pág. 38

"Porque a filosofia precisa tanto da morte como as religiões, se filosofamos é por saber que morreremos, monsieur de montaigne já tinha dito que filosofar é aprender a morrer." - Pág. 40


2 comentários:

  1. Não sou grande fã de José Saramago mas realmente essa frase é qualquer coisa de especial (:

    beijinhos e boas leituras,

    oprazerdaleitura94.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Passatempo a decorrer no blog, participem !

    http://oprazerdaleitura94.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário! :)