sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

O Mensageiro - Andy Andrewes


Edição/Reimpressão: 2010
Páginas: 144
Editora: Pergaminho


A minha opinião: Adorei este livro, pequeno em tamanho, rico e grande em conteúdo.

Esta é a história de Jones e daqueles que tiveram o privilégio de o conhecer. Pois Jones não é um homem comum. É um velhinho muito sábio que surge na vida das pessoas de uma pequena comunidade, quando elas estão a atravessar momentos de crise e desespero. 

Desde um rapaz sem-abrigo, a um casal com problemas, a um homem deprimido, etc. Várias situações problemáticas são abordadas. E em todas elas, por mais difíceis que sejam, Jones consegue trazer uma luz e modificá-las. Basta para isso olhá-las sob uma nova perspectiva.

É isso que Jones nos ensina a olhar para a nossa vida e para aquilo que consideramos como problemas com uma nova perspectiva. Muitas vezes estamos tão focados no que nos falta, ou no que está mal que não conseguimos dar valor a tudo de bom que temos e nas oportunidades que surgem nas crises que todos nós atravessamos. 

Gostei muito deste livrinho, muito inspirador e comovente.

Aqui está uma óptima prendinha de natal! ;)

Classificação: 5 Excelente!

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Perdidos na Amazónia - Marlo C. Kirkpatrick, Stephen Kirkpatrick


Edição/Reimpressão: 2008
Páginas: 232
Editora: Ministério dos Livros


A minha opinião: Adorei perder-me nas páginas deste livro...

Este é um impressionante e envolvente testemunho de cinco homens que se perderam na selva da Amazónia e tentam a todo o custo manter viva a esperança de encontrarem uma saída, enquanto continuam a caminhar.

Stephen, o narrador é um fotógrafo freelancer que resolve embarcar numa expedição à Amazónia inexplorada pois o seu sonho é captar uma imagem para a Revista Nathional Geographic e assim ver reconhecido e valorizado o seu trabalho. A ele juntam-se Esteban e Ashuco os dois guias, Mario o operador de câmara e Darcy que trabalha para a empresa de excursões.

O livro consegue transmitir-nos na perfeição os sentimentos que assolaram estes homens, mas principalmente de Stephen. Foi muito interessante ver como diferentes personalidades reagem a uma mesma situação. Stephen mantem-se agarrado à sua fé em Deus (embora haja momentos em que a põe em causa),  e na vontade de rever os filhos. Mario o mais frágil e sensível revela-se choroso e nunca larga o colete salva-vidas. Darcy embora se mostre algumas vezes pessimista, mantém um sentido de humor muito peculiar para lidar com a situação. Esteban e Ashuco revelam-se eficientes e muito prestáveis. Ashuco tocou-me de uma forma muito especial, pela sua humildade, dedicação, lealdade, apoio, e espírito de sacrificio que teve para com Stephen, muito mais do que um guia ele revelou-se um verdadeiro amigo.

 O testemunho é tão realista, que é muito fácil colocarmo-nos na pele destes homens, por momentos somos também nós transportados para aquele tempo e local, vimo-nos rodeados de verde e com o desespero a percorrer-nos a mente.

Perdidos na selva debaixo de altas temperaturas e de chuvas torrenciais, no meio da escuridão e com alguns encontros com animais selvagens perigosos pelo meio, com fome e muitas vezes sem abrigo, assim se fez esta travessia. 

Fica patente neste livro que a fé salva-nos assim como as nossas paixões, em muitos momentos do livro nota-se que a paixão de Stephen pela fotografia lhe dava alento, assim como alguma frustração por não poder captar as espécies raras de animais e plantas que apareciam no seu caminho, mas mesmo perdido Stephen nunca deixou de ver a beleza que o rodeava e penso que isso também o ajudou e serviu como um escape àquela situação.

Pelo meio do livro, temos ainda algumas fotos destes cinco homens e das espécies por eles avistadas na selva.

Actualmente Stephen é um fotógrafo muito conhecido, se tiverem curiosidade em ver as suas maravilhosas fotos podem espreitar aqui o seu site http://www.kirkpatrickwildlife.com/  Vale bem a pena! ;)


Classificação: 4 Muito Bom!


quarta-feira, 6 de novembro de 2013

De que são feitos os sonhos - Melisse Senate


Edição/Reimpressão: 2011
Páginas: 280
Editora: Noites Brancas


A minha opinião: Este foi um livro que me proporcionou agradáveis e doces momentos de leitura. Gostei muito. 

"De que são feitos os sonhos" conta-nos a história de Holly que com o coração partido e desiludida com a vida regressa ao lugar que a viu crescer, Blue Crab Island para junto da sua querida avó Camilla. Camilla é uma pessoa muito especial e por isso as suas receitas também o eram, todas continham um ingrediente "mágico" que parecia fazer toda a diferença. Esse ingrediente podia ser por exemplo "uma memória triste" ou "um desejo ardente". Para além do seu "dom" para a cozinha, Camilla conseguia ainda adivinhar o futuro das pessoas. 

Após a morte desta, Holly vai herdar a sua loja de pasta, bem como o curso de culinária que a avó sempre deu. Holly encontra ainda o diário da avó e ao lê-lo reencontra-se consigo própria, descobre alguns factos do passado que a ajudam a compreender um pouco melhor a sua mãe.

Com o curso de culinária surgem outras personagens, todas elas muito humanas com as suas qualidades e defeitos, é fácil sentir empatia por qualquer uma delas e pelos problemas que enfrentam.

O enredo está muito bem construído e depressa nos cativa. Achei as personagens adoráveis e inesquecíveis. Foi muito interessante acompanhar a evolução de Holly que de mulher meio perdida e insegura transforma-se, com o decorrer do curso de culinária, numa mulher confiante e que sabe onde é o seu lugar no mundo.

Uma leitura deliciosa que me deixou muitas vezes com água na boca devido às apetitosas receitas presente no livro. :)



Classificação: 4 Muito bom!

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Giane - Guilherme Fiuza


Edição/Reimpressão: 2013
Páginas: 300
Editora: Marcador


A minha opinião: Fantástica biografia de Reynaldo Giannechinni. Neste livro acompanhamos as várias fases da vida deste homem maravilhoso, desde a sua infância no interior, até à vida adulta. Pela mão do jornalista Guilherme Fiuza acompanhamos as suas conquistas pessoais e profissionais, bem como a sua luta contra o cancro. Escrito num tom intimista e envolvente o livro rapidamente nos aprisiona.

Uma verdadeira lição de vida, de coragem de força de vontade. Ás vezes triste, outras vezes alegre, como a própria vida...


Classificação: 5 Excelente!

domingo, 13 de outubro de 2013

Frases que ficam...


Sete dias para a eternidade - Marc Levy

"- Fracassei, Lucas, como tu, não sou capaz de mudar.
- Odiava-te se tivesses conseguido. É ser como és que me comove, Zofia, não o que virias a ser para te adaptares a mim. Não quero que mudes.
- Então porque fizeste isso?
- Para que compreendas que a minha diferença é também a tua, para que não me julgues como eu não te julgo, porque o tempo que nos afasta e nos falta poderia aproximar-nos."  

Pág.182

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Frases que ficam...


"Aos seus olhos, as rugas da velhice formavam as mais belas escritas da vida, em que as crianças aprenderiam a ler os seus sonhos." Pág. 103

"- Mostra-me, pois, o teu sorriso; basta um minúsculo grão de esperança para plantar todo um campo de felicidade...e um pouco mais de paciência para lhe dar tempo de crescer."  Pág. 123

"Mas foste tu que me disseste um dia que o pior de nós tem sempre asas escondidas nalgum sítio, que é preciso ajudá-lo a abri-las em vez de o condenar." Pág. 165

"-Para que servem os teus contos de fadas se recusas o papel de princesa desde o primeiro dia de filmagens?" Pág. 168

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Sete dias para a eternidade - Marc Levy


Edição/Reimpressão: 2010
Páginas: 224
Editora: Contraponto


A minha opinião: Como já devem ter reparado sou fã de Marc Levy, quando este livrinho chegou às minhas mãos não resisti e iniciei de imediato esta leitura com enormes expectativas.

O enredo é bastante original como o autor já nos habituou. Deus e Satanás decidem enviar à terra cada um, o seu melhor agente para ver quem vence, se o Bem ou o Mal, o prémio é nada mais nada menos do que ficar a governar a Terra. A disputa irá decorrer em sete dias. (Daí o título).

Zofia é o anjo enviado por Deus, doce, bondosa, incapaz de mentir e muito eficiente. Lucas é o demónio enviado por Satanás, manipulador, provocador e teimoso.

Mas o que ninguém previa (será? :P) é que os dois se iriam apaixonar...

Esta é assim a história do encontro de um anjo e um demónio que enquanto tentam fazer o seu trabalho são surpreendidos pelo amor. Gostei muito destas duas personagens, são sem dúvida cativantes. Foi bonito ver a surpresa de tais criaturas ao estarem apaixonadas pela primeira vez.

Adorei também três dos personagens secundários, a divertida e azarada Mathilde amiga de Zofia, Jules o misterioso sem-abrigo e a generosa e simpática senhoria de Zofia, Reinie com a sua história de amor impossível que depressa se começou a desenhar e a perceber...

O livro tem algumas passagens muito divertidas que me roubaram uma ou outra gargalhada.

Amei as personagens e a ideia base da história. Mas na minha opinião esta poderia ter sido mais aproveitada e desenvolvida. Houve momentos no decorrer da leitura que se não tivesse lido antes não diria que Zofia e Lucas eram um anjo e um demónio, a certa altura estava a ler e tinha a impressão que eram meros humanos...

Penso que uma história assim merecia mais magia e emoção...

Classificação: 3 Bom!

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Frases que ficam...


O primeiro dia - Marc Levy

"- Será possível que uma cicatriz com quinze anos volte a abrir-se tão rapidamente como uma costura recente cujos pontos arrancamos? Será que as marcas dos amores mortos nunca se apagam?" 

Pág. 142



sexta-feira, 27 de setembro de 2013

O primeiro dia - Marc Levy


Edição/Reimpressão: 2010
Páginas: 268
Editora: Contraponto


A minha opinião:

A cada livro que leio mais maravilhada fico com este escritor. É incrível a forma como depressa Marc Levy nos consegue prender nos seus enredos e na forma como narra as suas histórias. Histórias estas sempre repletas de originalidade, mistério, romance, um toque de magia, e agora também aventura! O que posso dizer? Perfeito!

Este livro tem como personagens principais Adrian e Keira. Adrian é um astrofísico cujo sonho é descobrir a origem do Universo. Keira é uma arqueóloga cujo sonho é descobrir os vestígios do primeiro ser humano. (O livro é rico em detalhes e descrições sobre estas duas profissões, e sobre os sonhos dos protagonistas, como são duas profissões que sempre despertaram a minha curiosidade, foi muito interessante conhecê-las mais profundamente.)

Os dois lutam por uma bolsa da Fundação Walsh. Adrian pretende assim continuar as suas investigações num observatório no planalto de Atacama no Chile. Já Keira pretende regressar ao Vale de Omo na Etiópia para continuar as escavações e também para reencontrar Harry um pequeno etíope órfão por quem se afeiçoou. 
É aqui que os seus caminhos se cruzam (ou voltam a cruzar).

Mas o que os vai unir é uma misteriosa jóia que Keira traz consigo e que lhe foi oferecida pelo menino etíope após este a encontrar no interior de um vulcão adormecido. Acidentalmente (ou talvez não) Keira deixa-a com Adrian e esta jóia pela sua peculiaridade desperta o seu interesse científico, ao começar a investigar as suas origens o nosso protagonista apercebe-se que há mais gente atrás da jóia...

Começa aqui uma grande aventura rica em encontros e desencontros, espionagem, mistério, mortes, drama e romance. Para além de Keira e Adrian, representantes de vários países do mundo inteiro andam atrás desta jóia, desta e de outras quantas similares, ninguém sabe o que pode acontecer quando se juntarem num só estes misteriosos objectos. Aqui pode estar a resposta para a pergunta "Como começou a vida na Terra?" Mas será que a humanidade está preparada para saber a verdade? Há quem queira que Adrian e Keira continuem as suas investigações, mas também há quem não queira e que tudo vai fazer para os impedir, pois a curiosidade é muita, mas o medo também...

Mal posso esperar para ter nas minhas mãos "A primeira noite", até porque o final foi de deixar uma pessoa com os nervos em franja...

Classificação: 4 Muito Bom!


domingo, 22 de setembro de 2013

Leituras de A a B - 4 Aninhos!


O tempo passa depressa e o nosso Leituras completa hoje 4 anos de vida!
O nosso muito obrigado a todos vocês que continuam desse lado e nos têm acompanhado! :)

domingo, 25 de agosto de 2013

Aquisições da A.

Infelizmente (ou felizmente, já que significa que finalmente consegui um emprego na minha área de estudos!) este ano o tempo disponível para me dedicar ao blogue e às leituras tem sido ainda mais reduzido e tenho sentido tanto a falta disto que nem imaginam! =(
No entanto, apesar da falta de tempo, o vício contínua a fazer das suas e de vez em quando lá vem mais um, dois ou três livritos para casa! =/
Como tal, e como me apercebi que este ano ainda nem tinha publicado nenhuma das minhas aquisições aqui vão, assim de rajada, 8 meses de belíssimas aquisições:


Uma Aventura no Castelo dos Três Tesouros - Isabel Alçada e Ana Maria Magalhães
O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares - Ransom Riggs
Os Olhos Amarelos dos Crocodilos - Katherine Pancol
Resgate -Danielle Steel
A Última Carta de Amor - Jojo Moyes


Maligna - Joanne Harris
Uma Mansão na Bruma - Elizabeth Edmonson
A Condessa - Rebecca Johns
Uma Casa de Família - Natasha Solomons
Mariana - Susanna Kearsley
O Ano da Morte de Ricardo Reis - José Saramago
O Décimo Dom - Jane Johnson
Encantamento - Alice Hoffman
O Castelo dos Pirenéus - Jostein Gaarder
A Frágil Doçura do Bolo de Limão - Aimee Bender
A Menina que Nâo Sabia Ler - John Harding
O Sabor dos Caroços de Maçã - Katharina Hagena

E mais estes dois que, por terem sido raptados (emprestados) assim que chegaram a casa, não se encontram na foto:


Encontro Inesperado - Jill Mansell
Uma Americana em Pequim - Ann Mah

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Frases que ficam...


Fica Comigo - Noelia Amarillo

"Há quem diga que os fantasmas não existem. É falso, transformamos em fantasmas aqueles que ignoramos. Tornamo-los invisíveis. Ainda que o não sejam. Ainda que o não mereçam."

 Pág.17

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Aquisições da B. do Mês de Julho



O mês de Julho trouxe até mim estes três livrinhos:

O Maior Amor do Mundo de Seré Prince Halverson - Ganhei este livrinho num passatempo. :) Não gosto muito de romances pesados e com muitos dramas pelo meio, por isso, aparentemente este não é o meu género de livro... Mas confesso que estou muito curiosa para conhecer a história destas duas mulheres e crianças...e de vez em quando é bom variar um pouco no género de leituras! ;)

Resistir ao Amor e Pura Malícia de Jill Mansell - O que posso dizer? É Jill Mansell e sou fã desta escritora, que seja qual for o enredo dos seus livros sempre nos proporciona óptimos momentos de descontracção e diversão... Não pude deixar de aproveitar as óptimas promoções da revista Sábado e da Flash! :D

Já alguém leu algum? Partilhem comigo as vossas opiniões! :)

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Fica comigo - Noelia Amarillo


Edição/Reimpressão: 2013
Páginas: 172
Editora: Marcador


A minha opinião: Já li este livro à algum tempo, mas só agora tive a oportunidade de escrever a minha opinião, ainda assim espero conseguir-vos transmitir o que esta leitura me proporcionou.

Este é um livro que se lê muito rapidamente, a escrita de Noelia Amarillo é simples e fluída... A história de amor de Jared e Nuria depressa nos cativa, mas é principalmente a história de vida de Jared que nos prende, não é todos os dias que temos como protagonista de um romance um sem-abrigo e as suas vivências...

Jared é um jovem sem-abrigo que um dia entra na loja da avó de Nuria, Dolores a perguntar se elas tem algum recado que ele possa fazer. Generosa e perspicaz Dolores vê para além das aparências e vai dar uma oportunidade a Jared que depressa cativa tudo e todos no bairro com o seu jeito amável e honesto.

Ao longo da leitura vamos entrando no mundo deste personagem fascinante, ficamos a conhecer o que o levou à condição de sem-abrigo, os seus pensamentos, sonhos e medos, acompanhamos a sua evolução, o crescer da sua auto-estima, e passamos a admirar a sua coragem e capacidade de superação.

Gostei muito de todos  os personagens, muito humanos, muito bem caracterizados, mas sem dúvida que o que mais me marcou foi Jared, pela sua forte personalidade, por manter sempre a sua dignidade apesar das dificuldades por que passa.

"Fica Comigo" retrata bem a situação de crise que o mundo atravessa e as suas consequências no dia-a-dia das pessoas. E enaltece valores imprescindíveis ao ser humano como a amizade, a dignidade, o respeito pela diferença, a generosidade...enfim o amor.

Recomendo vivamente!

Classificação: 4 Muito Bom!


P.S. - Uma palavra ainda para a interessante "Nota da autora" onde Noelia Amarillo partilha connosco situações reais que a inspiraram a escrever esta história...

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Aquisições da B. do mês de Junho


No passado mês de Junho a minha estante ganhou estes três novos habitantes... :D

Fica Comigo de Noelia Amarillo - Desde que foi lançado no mercado que desejava este livrinho, esta original história de amor depressa me chamou a atenção e era certo que mais cedo ou mais tarde o teria de ler! Em breve poderão ler a minha opinião.

A Mulher do Viajante no Tempo de Audrey Niffenegger - Há muito tempo que este romance estava no topo da minha wishlist... Quando o vi em promoção no site da Editorial Presença não hesitei em comprá-lo. As expectativas estão muito elevadas, pois parece-me o meu género de livro preferido, e as opiniões que tenho visto são todas positivas.. Espero encontrar uma história de amor apaixonante e inesquecível! ;)

O Castelo dos Pirinéus de Jostein Gaarder - Não sei muito bem o que esperar deste livro... Certamente já ouviram dizer que por vezes não somos nós que escolhemos os livros, mas sim os livros que nos escolhem a nós, pois é, este livro escolheu-me...de há um tempo para cá, sempre que o via por ai, parecia dizer "leva-me contigo" ehehe e eu assim o fiz! ;)

Já leram algum? Quais as vossas opiniões?


quarta-feira, 24 de julho de 2013

Leituras da Estação - Primavera

Voltámos à nossa rubrica Leituras da Estação, desta vez relativa à Primavera e já com um mês de atraso. =|
Aqui ficam então alguns dos locais por onde lemos nesta Primavera...

A.
 
No campo, rodeada de um belo tapete de flores.

A apanhar um pouco de sol e sempre em óptima companhia! =)

B.
Que bem que se lê no jardim junto às flores, com o solinho a brilhar =)

Algures por ai num baloiço...(bem paradinho claro!) XD

Num dia solarengo, junto à barragem... :)

E vocês, por onde passearam as vossas leituras da estação passada?

terça-feira, 25 de junho de 2013

Maldito Karma - David Safier


Edição/Reimpressão: 2011
Páginas: 280
Editora: Planeta


A minha opinião: Depois de ler tantas opiniões positivas eram grandes as expectativas quando iniciei esta leitura... Confesso que as primeiras páginas não me cativaram muito, achei este enredo um pouco louco de mais e não via grande interesse em acompanhar o dia-a-dia num formigueiro (já que Kim Lange a nossa personagem principal era uma formiga)... Mas tal como diria Fernando Pessoa "Primeiro estranha-se, depois entranha-se"...bastaram mais algumas páginas para estar completamente rendida a esta estória...

Kim Lange era uma mulher bem sucedida, casada e com uma filha, tinha tudo o que queria, tinha tudo para ser feliz...até que um dia o urinol de uma estação espacial russa lhe cai em cima, e Kim morre... (Sim, é uma morte muito invulgar.lol)

Mas a morte não é o fim e Kim reencarna no corpo de....uma formiga! Tudo isto porque ao longo da sua vida acumulou mau Karma...traiu o marido, não deu a devida atenção à filha e não foi muito simpática com as pessoas que a rodeavam... A sua sorte é que o formigueiro esta no seu antigo quintal como humana, e assim Kim pode estar perto da sua família... Mas ainda resta uma esperança a Kim, acumular bom Karma e assim ascender na escala da reencarnação até voltar a ser humana novamente...e este vai passar a ser o seu único objectivo.

Ao longo do livro Kim morre e reencarna diversas vezes sob várias formas... Com o passar do tempo, e através da interacção com as várias pessoas e animais que cruzam o seu caminho, Kim apercebe-se dos seus erros das suas falhas enquanto humana e quer acima de tudo voltar para junto da sua família, das pessoas que ama e ter uma nova oportunidade.

Será que Buda lhe vai conceder esse desejo?

Esta foi uma leitura muito divertida, que me proporcionou agradáveis momentos de descontracção...
Adorei a imaginação do autor David Safier...
Gostei muito da evolução da personagem principal...

Este é um livrinho muito divertido, mas que ao mesmo tempo nos transmite uma bela mensagem e nos relembra do que é realmente importante na vida.

Classificação: 4 Muito Bom!

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Frases que ficam...


Um Coração Cheio de Estrelas - Álex Rovira e Francesc Miralles

"- (...) Um livro por semana não é?
- Calma, rapaz... - disse a bibliotecária, admirada com toda aquela tenacidade. - Não se trata de ler muito, mas sim de amar o que lês, o que acaba por ser o mesmo que amar as pessoas. Afinal, os livros são escritos por seres humanos e a maioria deles fala de outros seres humanos. Desta forma, ler é um acto de amor. É por esse mesmo motivo que devemos rodear-nos de arte, de música, de todas as coisas belas que um ser humano que ama a vida consegue criar."

Pág.80


domingo, 16 de junho de 2013

Frases que ficam...


O Príncipe da Neblina - Carlos Ruiz Zafón

"Dentro de momentos apagar-se-ão as luzes, erguer-se-á a cortina da sua mente e o feixe do projector baterá na sua imaginação. A boa literatura, e até a má, deve ser como a electricidade." - Pág. 12

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Um Coração Cheio de Estrelas - Álex Rovira e Francesc Miralles


Edição/Reimpressão: 2011
Páginas: 136
Editora: Pergaminho


A minha opinião: Este é um livro pequenino no número de páginas mas muito grande na sabedoria que estás contêm... 

Um pequeno tesouro, diria eu...
Comecemos  pela capa que está linda linda.
De seguida surpreendi-me com a introdução onde Álex Rovira dá o seu testemunho de um difícil mas também esperançoso momento da sua vida, achei de uma enorme generosidade o autor partilhar estes sentimentos connosco leitores. 

E depois a história em si... "Um Coração Cheio de Estrelas" tem como protagonista um rapazinho de nome Michel e a sua amiguinha Eri. Os dois vivem num orfanato e são os melhores amigos do mundo. Tudo ia bem até que inexplicavelmente Eri entra em coma. Michel procura alguém que o ajude a perceber o que se está a passar com Eri, mas parece que ninguém o pode ajudar. Até que encontra Herminia, uma sábia anciã que lhe diz que o remédio é ter "um coração cheio de estrelas", para isso Michel terá de encontrar 9 pessoas que representem os 9 tipos distintos de amor, e sem que elas se apercebam recortar das suas roupas uma estrela, para ela depois, com os retalhos formar o tal coração.

Ao longo da leitura acompanhamos assim o nosso corajoso e persistente protagonista na sua missão para salvar a sua amiga, o seu amor Eri. Não vos posso adiantar muito mais, pois o que se segue é o encontro de Michael com cada um desses tipos de amor, e com ele próprio. Para descobrirem quais são terão de ler o livrinho ;)

Adorei esta leitura repleta de ternura, emoção e de ensinamentos muito enriquecedores...
Um livrinho tocante que iluminou o meu coração...recomendo vivamente!

Uma vez que a opinião está pequena, pois também não vos posso dizer muito mais, deixo-vos já com algumas das passagens que mais gostei...

- " O príncipe ou princesa encantado vive no interior de cada um de nós (...) se não gostas de ti próprio porque pensas que és um sapo, nenhuma princesa te amará." Pág. 44

- "O amor é estar sempre a pôr lenha na lareira. Só assim se mantém o fogo acesso. Parece óbvio, mas há muitas pessoas que se esquecem. É por isso que tantos namoros correm mal. Se queres amar de verdade, lembra-te disto, rapaz: mesmo que estejas cansado, tens de ir buscar um pedaço de lenha para pôr na lareira. Se não o fizeres, de manhã só vais encontrar as cinzas do que foi o teu amor." Pág. 49

- "Mas é importante que saibas que o amor não existe para nos fazer felizes e sim para nos mostrar o que conseguimos suportar." Pág. 71

- "A qualidade de um coração não reside na quantidade de amor que pode dar a uma pessoa, mas sim na quantidade de pessoas que cabem nesse coração." Pág. 87

- "Não importa o que és e sim o que podes vir a ser." Pág. 91

- "Não bastava amar, também era preciso dizê-lo. (...) Há os que fazem mas não dizem e os que dizem mas não fazem. Para amar é preciso fazer e dizer. É este o grande segredo do amor. O bater de um coração nunca é silencioso." Pág. 96

Espero que estas citações tenham aguçado a vossa curiosidade e vos levem a ler este livro, porque de certeza não se vão arrepender! ;)

Classificação: 4 Muito Bom!


domingo, 9 de junho de 2013

Frases que ficam...


Em Nome da Memória - Ann Brashares

"O amor exige tudo, diz-se, mas o meu amor exige apenas isto: que, independentemente do que aconteça ou do tempo que demore, mantenhas a tua fé em mim, recordes quem és e nunca desesperes."

Pág.348

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Frases que ficam...


Em Nome da Memória - Ann Brashares

"- Amas a tua memória, mas precisas de amar a tua rapariga - aconselhou ela em jeito de despedida. - Recordas o que se perdeu e esqueces o que tens mesmo frente aos olhos." Pág. 264

"Nunca seria o namorado dela. «Serias qualquer coisa que ela quisesse que fosses.», argumentou uma parte mais sincera dele." Pág. 267

"Queria abraçá-la mas deteve-se. Perdera a fé nele mesmo. (...) Era tão velho quanto uma rocha e, à semelhança de uma, não conseguia interpretar as lágrimas dela e já nada sabia acerca do amor." Pág. 290

"Quando não nos restam escolhas, temos de arranjá-las. Quando não temos hipóteses, há que produzi-las. Não podemos permitir que o mundo seja algo que nos aconteça." Pág. 326


quarta-feira, 5 de junho de 2013

Em Nome Da Memória - Ann Brashares



Edição/Reimpressão: 2010
Páginas: 350
Editora: Quinta Essência


A minha opinião: Adorei este magnífico livro! Adorei esta história de amor invulgar, as personagens inesquecíveis, a forma de escrever simples e envolvente de Ann Brashares, adorei tudo!

Sabem aqueles livros que nos prendem logo desde a primeira página...este é assim... Se estiverem indecisos se hão-de ler ou não, desafio-vos a ler as primeiras duas páginas..de certeza que não o vão querer largar mais. ;)

"Em nome da memória" tem como personagens principais Daniel e Lucy, e conta-nos a sua história de amor intemporal... Daniel não é um rapaz comum, tem o dom/maldição da memória, ou seja, a capacidade de recordar quem foi em vidas passadas e de reconhecer as almas daqueles que com ele conviveram. Há séculos que se apaixona sempre pela mesma rapariga Sophia (no presente Lucy). Mas acontece sempre algo para os afastar, e o seu amor nunca chega a ser vivido em pleno. De cada vez que morre, Daniel só tem um desejo, voltar a viver para reencontrar Sophia/Lucy, esperando que ela também se lembre dele. É que Sophia/Lucy não possui esse dom, embora tenha uma memória cada vez mais apurada.

Ann Brashares alternou magistralmente e de forma clara a narrativa entre passado e presente.  Na vida presente Daniel tenta chegar até Lucy para a fazer recordar de quem foram e do que juntos já viveram. Embora ao inicio Lucy desconfie de tudo o que ele lhe diz, alguns factos inesperados e curiosos mudam o rumo das coisas, pois o que tem de ser tem muita força. ;)
No passado, somos conduzidos pela voz de Daniel passando por vários países, continentes e anos...onde este nos dá a conhecer como vivia, quem era, como conhecia Lucy, o que viviam e como se separavam... Esta variedade de cenários e vivências de Daniel torna a estória rica em pormenores históricos, o que torna o livro ainda mais interessante.

Adorei os personagens principais...que irão ficar comigo durante bastante tempo...principalmente Daniel pela sua personalidade vincada, persistência, tenacidade e capacidade de sofrimento em nome do amor.

Uma palavra também para os personagens secundários que estão muito bem caracterizados e que compõem a história, o misterioso Ben que tal como Daniel tem o dom da memória, o impiedoso vilão Joaquim, a compreensiva Marnie amiga de Lucy...

Este livro leva-nos a reflectir sobre o que haverá para além da vida e da morte, sobre o assunto das vidas passadas, e da reencarnação.
Adorei a escrita fluída e cativante da autora, bem como a capacidade de criar uma história tão original sobre a reencarnação, orquestrada com tantos pormenores que é fácil para o leitor sentir que a realidade bem poderia ser como está descrita no livro.

Ao longo da leitura tive momentos em que me apeteceu mesmo gritar com uma das personagens e dizer-lhe "Não vás por ai!!", tive momentos em que vivi a angustia de lutar contra o que parecia ser fatal junto com Lucy e Daniel, tive momentos em que sorri e deitei uma ou outra lágrima com eles...

Um romance que mexe com as nossas emoções...mágico, fascinante, intenso, tocante e inesquecível, bem como eu gosto!
Recomendo sem reservas!

Classificação: 5 Excelente!

P.S- O final pareceu-me um pouco em aberto, por acaso alguém me sabe dizer se vai haver continuação? :D


sexta-feira, 31 de maio de 2013

Aquisições da B. do mês de Maio



Este mês "perdi a cabeça" e trouxe para casa estes 5 livrinhos... Como também não fazia muitas compras há algum tempo não faz mal... XD

Em Nome da Memória de Ann Brashares - Desde que foi publicado que andava a "namorar" este livro...parecia-me conter uma daquelas histórias de amor tocantes, que eu tanto gosto... O tema das reencarnações fazia dele singular e ainda mais interesse me suscitava... Estou a ler e as expectativas não foram defraudadas...estou a adorar. :D

Maldito Karma de David Safier - A sinopse promete uma história original, e muito divertida, capaz de nos roubar umas boas gargalhadas... É o que espero encontrar nesta leitura... (Mais uma vez o tema das reencarnações...e eu a dar-lhe. :P ) 

O primeiro dia de Marc Levy - Marc Levy já se tornou um dos meus escritores de eleição...é sempre um prazer perder-me nas suas histórias invulgares, com um toque de mistério e romance... Se lhe juntarmos umas quantas viagens pelo meio...parece-me o enredo perfeito... ;)

Os ingredientes secretos da felicidade de Melisse Senate - Gosto de romances que misturem comida e magia... E só tenho lido boas opiniões acerca deste livro, por isso as expectativas são elevadas.   :)

Um Coração Cheio de Estrelas de Alex Rovira e Francesc Miralles - Confesso que não sei bem o que esperar deste livrinho... Foi daqueles que nunca tinha ouvido falar, mas que assim que lhe pus os olhos em cima "me chamou" e tive de o trazer comigo... ;)

E vocês já leram algum deles? Se sim, quais as vossas opiniões? Boas espero :)


quarta-feira, 29 de maio de 2013

Lotaria - Patricia Wood


Edição/Reimpressão: 2011
Páginas: 304
Editora: Editorial Presença


A minha opinião: Este livro conta-nos a história de Perry e daqueles que fazem parte do seu mundo. Perry é um homem com um QI de 76 ou seja, um ponto acima do que é considerado limitação cognitiva. Foi criado pelos avós pois os pais não querem saber dele. A avó de Perry era uma mulher incrível que sempre desvalorizou o QI do neto, ensinou-lhe muitas coisas e dizia sempre que ele não era atrasado, mas sim lento, sempre o impulsionou a superar as dificuldades que lhe surgiam pela frente e transmitiu-lhe ensinamentos preciosos.

Apesar de quem não o conhece o tratar como um atrasado, Perry (graças talvez à avó) não se considera um atrasado, considera-se apenas uma pessoa mais lenta que as outras, que precisa de mais tempo para conseguir fazer tudo o que os outros fazem. Ao longo da sua vida, especialmente durante a sua infância Perry passa por momentos no mínimo constrangedores devido à insensibilidade e maldade das outras pessoas que olham para ele como se fossem superiores só por ele ser diferente delas.
Mas Perry é igual, e tem um trabalho, tem amigos, tem sonhos...

Quando a avó morre tudo muda...e Perry tem se adaptar a essa nova e dura realidade...
Felizmente Perry não está sozinho, tem ao seu lado dois bons amigos Keith e Gary... Já que com a restante família, os seus dois meio-irmãos e respectivas esposas não pode contar pois também eles nunca quiseram saber dele nem da avó.

Outro acontecimento vem “movimentar” a história...Perry ganha a lotaria...e mais uma vez tem de se adaptar a essa nova realidade... Como sempre vai contar com os seus bons e fiéis amigos para o ajudar nesta nova etapa...

Agora Perry sente que as outras pessoas o olham de forma diferente, agora gostam dele mesmo sem o conhecer...só porque ganhou a lotaria.
É revoltante ver como a família não deu apoio nenhum a Perry quando a avó faleceu, mas assim que ele ganha reaproximam-se dele só para ficarem com o dinheiro... Tanto a família como inúmeros desconhecidos vão-se tentar aproveitar de Perry... Só que ele não é tão ingénuo como pensam e com a ajuda dos ensinamentos que a avó lhe deixou vai saber exactamente aquilo que deve fazer.

Perry mostra-nos aquilo que é mais importante e qual o real valor do dinheiro...

A inocência, simplicidade e generosidade de Perry são encantadoras...assim como os laços de verdadeira amizade que mantém como os seus amigos.

Não gostei foi mesmo nada do final de uma das personagens (quem leu sabe do que estou a falar L ), mas esse era necessário para um final de história surpreendente e igualmente justo e bonito...

Tal como fez a outras leitoras, este livro também me fez sorrir muitas vezes... Recomendo vivamente!

Classificação: 4 Bom!

terça-feira, 21 de maio de 2013

Frases que ficam...


Escolhi o teu amor - Emily Giffin

"Mas talvez seja a isto que tudo se resume: ao amor, não como um surto de paixão, mas como uma escolha. A escolha de nos comprometermos com qualquer coisa, com alguém, quaisquer que sejam os obstáculos ou tentações que nos surjam pelo caminho. E talvez o facto de fazermos essa escolha, uma e outra vez, dia após dia, ano após ano, diga mais sobre o amor do que se nunca tivermos sequer a hipótese de escolha."

Pág. 355

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Escolhi o teu amor - Emily Giffin


Edição/Reimpressão: 2009
Páginas: 368
Editora: Porto Editora


A minha opinião: Adorei ler este livro que já estava na minha wishlist à imenso tempo... Cativante e muito envolvente são as primeiras palavras que me ocorrem para o descrever...

"Escolhi o teu amor" tem como personagem principal Ellen e o tema focado é essencialmente as suas escolhas amorosas. Ellen é casada com Andy, ama o marido, são felizes juntos, mas um dia reencontra Leo o último ex-namorado, aquele que mais a marcou...e as suas dúvidas e inquietações começam...

E se nunca tivesse terminado o namoro com Leo? Como seria a sua vida agora? Como se não bastasse Ellen sente que ficou algo por resolver, mesmo na forma como as coisas com Leo terminaram, no fundo ela precisa de saber que a culpa não foi sua - apesar de ter sido ela a dizer que ficavam por ali - mas sim dele, devido à forma negligente e desinteressada com que ele ultimamente tratava o relacionamento dos dois...
Mas à medida que ela reata o contacto com Leo, as dúvidas só vão aumentar... Será que Ellen e Leo ainda se amam? E estará ela disposta a por em causa a vida estável que leva com Andy, e a família dele que agora é também a sua?

É que Ellen perdeu a mãe muito cedo (ao longo do livro vemos como isso a marcou), mantém uma relação amigável mas um pouco distante com a irmã e o pai. A sua família agora, é a família do marido Andy... até porque a irmã dele Margot é a sua melhor amiga desde os tempos da Universidade, foi através dela que eles se conheceram... Mas o mundo de riqueza e perfeição da família de Andy contrasta um pouco com o mundo de Ellen...e ela por vezes ainda não se sente como "um deles"...

Irá Ellen trair não só Andy, mas no fundo também a sua melhor amiga e a família que a acolheu? Por um ex-amor que ainda mexe com ela como nenhum outro? (Leiam para descobrir :P )

Escrito num tom intimista e envolvente, é muito fácil entrarmos na mente e no coração de Ellen e perceber os seus sentimentos, pensamentos e assim compreendermos as suas escolhas e atitudes. Este é um dos aspectos que mais gosto na escrita de Emily Giffin... Não conseguimos ficar indiferentes às personagens tão humanamente descritas, é impossível não sentir empatia por elas, quer se concorde ou não com o que fazem.

Quem já se sentiu dividida entre dois amores irá certamente rever-se e identificar-se com esta luta interior de Ellen e com todos os sentimentos que a cercam...

Um livro essencialmente sobre as relações amorosas, mas também sobre a amizade, a família, e as decisões que ao longo da vida temos de tomar...

"Escolhi o teu amor" levará certamente o leitor a reflectir sobre as suas próprias escolhas...recomendo vivamente!

Classificação: 4 Muito Bom!


P.S- Não deixa de ser estranho quando encontramos nos livros uma personagem que nos faz lembrar alguém que conhecemos...neste aconteceu-me isso... ;)
E a Ellen...bem a Ellen poderia ou poderá ser qualquer uma de nós...


domingo, 12 de maio de 2013

Desafio

E os selinhos, desafios e tags não param de chegar ao Leituras... Este foi-nos oferecido pela Claúdia do cantinho O Desafio da Leitura... Obrigada! =)

E as regras são: Colocar as 5 melhores capas da sua estante, postar a foto arco-íris e indicar 10 blogueiros com menos de 200 seguidores, para que possamos fazer com que esses blogs sejam mais vistos e unirmos mais os blogs.

Estas são as nossas escolhas:

A:

B:

Foto arco-íris da A.

Foto arco-íris da B.


Mais uma vez, não vamos cumprir o desafio à risca, pois vamos deixá-lo não a 10 blogueiros, mas sim a todos quantos por aqui passarem e o quiserem aceitar. :)

sexta-feira, 10 de maio de 2013

A viagem da minha vida - pela Índia de mochila às costas - William Sutcliffe


Edição/Reimpressão: 2008
Páginas: 228
Editora: Editorial Presença


A minha opinião: Este livro conquistou-me logo nas primeiras páginas...com a escrita fluída do autor e o seu sentido de humor. "A viagem da minha vida" tem como protagonista principal o inglês David, um jovem com as inseguranças e dúvidas próprias da idade, que resolve viajar até à Índia com a sua amiga e grande paixão Liz, que por sinal é namorada do seu melhor amigo...

Com este enredo peculiar e depois de uma breve passagem pelo passado para perceberemos os contornos desta amizade colorida, damos assim inicio à viagem pela Índia...
O livro foca-se nesta relação atracção-amor-ódio entre estes dois jovens, e na descoberta deste exótico país.

Não sei se nos dias de hoje ainda assim é, mas o autor apresenta-nos um retrato muito negro da Índia. Assim que chegam Liz e principalmente David são confrontados com o enorme choque cultural. Primeiro pelo próprio clima "é como se estivéssemos a entrar num forno", depois pelo enorme aglomerado de pessoas por todo o lado, tanto no aeroporto como nas ruas. Mas "o pior ainda está para vir", nas ruas a pobreza e a miséria são assustadoras. Mal os nossos protagonistas põem um pé no chão são abordados por pessoas a tentarem vender o seu produto "Apanhe o táxi", "Coma a melhor comida", "telefone para o estrangeiro ao melhor preço". E depois há os pedintes, principalmente crianças, e bastante insistentes, tanto que até fazem David sentir-se mal "Ela olhou fixamente para mim, com uns olhos enormes e muito infelizes. Desejei profundamente ter algum dinheiro naquele momento, não só para me ver livre dela mas também porque a imagem dela me fazia sentir um ser humano nojento." E o lixo, a poluição... A comida que não era de confiança e que faz muitas vezes os viajantes adoecerem...

Embora com menos destaque lá vislumbramos o "lado bom" da Índia...as suas paisagens  montanhas a perder de vista, lindas praias tranquilas longe da confusão, a hospitalidade de alguns indianos, os imponentes e bonitos palácios...

Quanto à relação dos dois protagonistas vai-se deteriorando a cada dia que passa, até que Liz acaba por deixar David sozinho...
É interessante ver a sua evolução a partir daqui, ver como ele se aprende a desenvencilhar sozinho num país desconhecido, e a lidar com os seus sentimentos de solidão, frustração, tristeza, é então que David olha para o seu verdadeiro eu, e se encontra consigo próprio.

No decorrer da viagem vão surgindo outras personagens bastante peculiares...como Ranj um jovem indiano rico (rara excepção, num país imensamente pobre) que andava constantemente a fugir da sua família ora por não se enquadrar no seu espírito materialista, ora por os seus pais lhe estarem a preparar um casamento arranjado... Depois temos também Fi e Car, duas jovens inglesas, que representam a busca da Índia espiritual, que passaram três meses numa colónia de leprosos, e mais tarde ingressaram num ashram digamos que...pouco fiável.

Um livro muitíssimo divertido, com um enredo e uma estória um tanto ou quanto louca, que me proporcionou agradáveis momentos de leitura. Vale a pena ler, nem que seja pelo sentido de humor do autor, e claro para conhecer um pouco a Índia.

Classificação: 3 Bom!

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Aquisições do mês de Abril

Aquisições da B. 


Este mês (como nos anteriores) até me portei bem... Fiz apenas uma comprinha, e foi este o escolhido "A viagem da minha vida - pela Índia de mochila às costas" estou quase quase a terminar e estou a adorar a leitura... ;)

domingo, 21 de abril de 2013

Uma americana em Pequim - Ann Mah


Edição/Reimpressão: 2011
Páginas: 352
Editora: Asa


A minha opinião: Este livro conta-nos a história de Isabell Lee, nascida na América, mas filha de pais chineses, que depois de perder o emprego e de ficar sem o seu namorado decide aventurar-se a viver noutro país...e porque não a China?

Isabell ou Iz para os amigos vai então viver para Pequim com a irmã Claire (que já por lá estava). A adaptação a este desconhecido país não é fácil principalmente para quem apenas conhece a linguagem que a sua mãe utilizava na cozinha... Mas o que poderia ser uma dificuldade transforma-se numa oportunidade e Iz arranja emprego como crítica gastronómica numa revista.

Cada capítulo é iniciado com uma notícia relacionada com a comida de cada região por onde Iz passa. Grande parte do livro gira assim em torno da cozinha chinesa, da sua preparação e degustação. A descrição é bastante detalhada e realista, quase sentimos os cheiros e sabores...deixando-nos com água na boca.

Um dos temas principais que "Uma americana em Pequim" aborda é o sentimento de pertença e alienação que os filhos de imigrantes sentem. No caso de Iz a nossa protagonista, primeiro sentiu dificuldade em integrar-se no país onde nasceu, pois as suas feições orientais diferenciavam-na das outras crianças e em casa Iz era educada segundo os costumes da cultura chinesa pelos seus pais. No entanto, Iz conseguiu contornar a influência dos pais e tornou-se americana de alma e coração. Agora em Pequim, esse conflito existencial vai de novo surgir na sua cabeça, pois aqui todos a olham como se ela fosse chinesa e não americana como ela realmente se sente. Foi uma questão interessante de acompanhar... Não pude deixar de reter esta peculiar expressão "És uma banana (...) amarela por fora, branca por dentro."

Ao longo do livro acompanhamos também a relação das duas irmãs, que longe de ser cúmplice também não é conflituosa. Um certa competição que sempre existiu entre as duas, as comparações que naturalmente existem entre irmãos, e um mal-entendido do passado distanciam Isabell de Claire...com o decorrer da história vamos acompanhando a evolução desta relação...
Em torno das relações familiares acompanhamos ainda a relação de Claire e Iz com a sua mãe, as expectativas que esta tem relativamente ás filhas, etc...

Gostei muito de "viajar" até à China e conhecer uma pouco dos seus costumes e tradições, da sua cultura e gastronomia.

Com tantas descrições sobre comida é impossível ler este livro e não ficar com fome... E eu que nem gosto muito de comida chinesa, acho que vou dar uma nova oportunidade e aventurar-me num restaurante chinês, pois afinal esta gastronomia apresenta uma enorme variedade, de certeza que deve haver algo que me agrade. =)

Gostei muito das personagens, principalmente de Iz e do seu grupo de amigos e colegas de trabalho, da história em si, dos pormenores gastronómicos... a meu ver, a única coisa que faltou neste livro foi uma boa dose de emoção, não deixando por isso de ser um livro que recomendo vivamente!

Classificação: 4 Muito Bom!

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Selos - Liebster Award e The Versatile Blogger Award

Estes dois selinhos foram-nos dados pela Jojo do cantinho "Os devaneios da Jojo", obrigada. =)

Regras:
- Dizer 11 coisas sobre mim
- Responder 11 perguntas
- 7 coisas que eu gosto
- Indicar 10 blogs

11 coisas sobre nós:

A.
1- Sou alentejana, com muito gosto! =)
2- Sou Sportinguista.
3- Sou Assistente Social.
4- Sou maluca pelo meu afilhadito! ^^
5- Sou uma sonhadora, no fundo.
B.
6- Sou católica.
7- Sou praticante de Yoga
8- Sou Benfiquista.
9- Sou morena.
10- Sou fã de comida italiana.
11-Em comum: Somos aquarianas.


11 Perguntas: 

1. Um sonho?

A. Viajar, muito.
B. Escrever um livro.

2. Uma coisa que não gostas?

A. Acordar cedo. =|
B. Ananás.

3. Uma música? 

A. On Top of the World - Imagine Dragons
B. Give me love - Ed Sheeran

4. Um filme? 
A. A vida é bela.
B. Forças da natureza.

5. Um livro?

A. O Livro do Desassossego de Fernando Pessoa.
B. A prenda de Cecelia Ahern.

6. Um desafio?

A. Ser feliz! =)
B. Aprender a andar de bicicleta.

7. Um desejo?

A. Neste momento apetecia-me mesmo chop soy de gambas! =P
B. Viajar por esse mundo fora.

8. Uma tortura?

A. Ter uma vontade enorme de ler e ter que estudar/trabalhar.
B. Trovoadas muito fortes.

9. Alguém que admires?

A. Os meus avós.
B. Os meus pais.

10. O que te irrita?
A. Dormir pouco!
B. Esperar.

11. Tipo de pessoas que não gostas?

A. Com duas caras.
B. Mesquinhas, falsas e rancorosas.

7 coisas que ambas gostamos:


- Livros
- Viajar
- Gatos
- O céu estrelado
- Tulipas
- Chá
- Castelos

Vamos "quebrar" a última regra, e deixar estes selinhos a quem por aqui passar e os quiser levar :)

Selo "Desafio Arco-íris"




Obrigada à Vera do blog  My Imaginarium por este desafio original. =)

Regras: 

1. Referir quem vos deu o selo
2. Postar uma foto de uma pilha de livros com as cores do arco-íris.
3. Passar o selo a 10 blogs super-hiper-mega coloridos!


O Arco-íris da A.




O Arco-íris da B.


Selo Liebster Award

Oferecido por: Patty_Sc do O Desafio da Leitura e pela Mlle do Romance n'Alma. Obrigada! =)

Regras:
- Lista com 11 factos sobre nós
- Responder às 11 perguntas que nos atribuíram
- Nomear 11 bloggers com 200 ou menos seguidores, colocar o link dos respectivos blogs neste post e avisá-los/las sobre os prémios
- Fazer 11 novas perguntas para esses mesmos bloggers


11 factos sobre nós (Como somos duas dividimos, 5 para cada uma e 1 em comum):

5 factos sobre a A.:
- Adorava viajar pelo mundo.
- Sou viciada em chocolate.
- Adoro animais, mas derreto-me com gatos!
- Adoro a época Natalícia.
- Gosto de culinária.

5 factos sobre a B.:
- A fotografia é uma das minhas paixões.
- Gosto muito de passear.
- Prefiro o campo à cidade.
- De vez em quando gosto de escrever.
- Gostava de saber falar Italiano.

1 facto comum: Somos viciadas no mundo dos livros! =D

Perguntas da Patty_Sc:

1 - Ler ebooks: sim ou não?
A. Não.
B. Não.
2 - Qual foi o livro mais marcante que leste até hoje?
A. O Livro do Desassossego de Fernando Pessoa
B. As palavras que nunca te direi
3 - E porquê?
A. Porque me identifiquei muito com algumas das suas palavras.
B. Porque é uma história emocionante que me chegou ao coração.
4 - Alguém tem um livro que queres ler e pode emprestar-to mas... está sublinhado. Lês na mesma?
A. Sim.
B. Sim.
5 - Livros de bolso: sim ou não?
A. Sim.
B. Não.
6 - Já leste José Saramago?
A. Sim.
B. Não.
7 - Ler com companhia ou sozinho(a)?
A. Indiferente, mas normalmente prefiro sozinha.
B. Sozinha.
8 - Editora preferida?
A. ASA, Presença, Quinta Essência, Contraponto, Caminho, Porto Editora, Civilização, Saída de Emergência, etc, etc, etc. =)
B. Editorial Presença e Quinta Essência.
9 - E autor(a) preferido(a)?
A. Fernando Pessoa.
B. Cecelia Ahern.
10 - Escrever na hora ou agendar posts?
A. Na hora, mas por vezes com posts que estão planeados há seculos! =S
B. Na hora.
11 - Como fazes para seguir os outros blogs: utilizas leitor de feeds ou visitas blog a blog?
A. Blog a blog.
B. Blog a blog.

Perguntas da Mlle:

1. Que género de literatura preferes?
A. Romance Mágico ou Histórico.
B. Romance.
2. Que livro estás a ler neste momento?
A. Desejos de Chocolate de Trisha Ashley e A última carta de amor de Jojo Moyes.
B. Uma americana em Pequim.
3. Um livro que não tenhas acabado de ler?
A. Tardes de Chuva e Chocolate de Amalia Decker Márquez.
B. Crónicas de paixões e caprichos de Julia Quinn.
4. Se escrevesses um livro seria autobiográfico ou ficção?
A. Talvez uma mistura.
B. Ficção.
5. Já pensaste seriamente em escrever um livro?
A. Sim.
B. Sim.
6. Qual foi o último livro que leste?
A. O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares de Ransom Riggs.
B. As coisas que nunca dissemos.
7. Nomeia 3 autores preferidos.
A. Fernando Pessoa, José Saramago e Kate Morton.
B. Cecelia Ahern, Nicholas Sparks e Federico Moccia.
8. Qual a personagem de que mais gostaste até à data?
A. Hum... talvez a Liesel do A Rapariga que Roubava Livros de Markus Zusak.
B. Jamie de Um momento inesquecível de Nicholas Sparks.
9. Já leste algum livro em formato digital?
A. De literatura não.
B. Não.
10. Se sim, qual a tua opinião sobre livros vs ebooks?
A. Um ebook nunca nos conseguirá dar todas as sensações que experimentamos ao ler um livro, falta o cheiro, o toque das folhas, falta o livro em si! =)
11. Uma qualidade tua.
A. Gosto de pensar que não desisto facilmente e não é qualquer obstáculo que me abala. 
B. Sou uma boa ouvinte.