sábado, 31 de dezembro de 2011

Feliz Ano Novo!!

Desejamos para todos os que passam aqui por este nosso cantinho o mesmo que desejamos para os nossos amigos: que este novo ano vos traga 365 dias de felicidade, amor, amizade, saúde, paz, esperança, sucesso, dinheirinho (que é sempre bem-vindo! :D) e claro... muitas e boas leituras!!


Que a magia dos livros continue connosco neste novo ano!! ;)

FELIZ 2012!!!

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Magia ao Vento - Christine Feehan







Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 160
Editor: Saída de Emergência

Sinopse :

A Sarah voltou para casa. Desde que Damon Wilder procurou refúgio em Sea Haven ouve-se o mesmo boato passar de boca em boca de quase todos os habitantes da pacata vila costeira. Até o vento parece murmurar o nome dela - um devaneio tão sugestivo que leva o curioso Damon até à casa da falésia de Sarah, onde procura o seu abrigo.
Mas Damon não chegou sozinho. Foi seguido por alguém até Sea Haven. Alguém que rodeia as sombras da casa Drake, onde Sarah esconde os seus próprios segredos. O perigo ameaça os dois - tal como o desejo mais premente que alguma vez sentiram - e está a apenas um sussurro de distância.


A minha opinião:

Este livro soube-me a pouco! É a primeira coisa que me ocorre dizer sobre ele. Dá-me a entender que a autora apenas tinha como intuito contar aquela determinada história/enredo e a história decorre linearmente até ao desfecho pretendido.

Gostei muito das personagens femininas, as sete irmãs Drake, e das suas peculariedades mas, achei que estas poderiam ter sido muito mais exploradas. Tal como o romance do casal protagonista e a lenda que os envolve, a história da família, o porquê de Jonas também ter algumas capacidades e a relação entre este e Hannah.

Enfim, acho que tudo poderia ter sido mais esmiuçado nesta história e assim talvez ela ficasse perfeita. Pode ser que isso venha a acontecer no novo livro da autora, "Crepúsculo de Natal", que estou ansiosa por ler. Pois, apesar de ter considerado esta história um pouco curtinha não deixei de adorá-la! :)

Classificação: 3,5 Bom +

O Feitiço do Highlander - Karen Marie Moning



Ele levou onze séculos a encontrar a mulher certa. Não está pelos ajustes de perdê-la agora.


Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 320
Editor: Saída de Emergência

Sinopse:

Jessi St. James precisa de ter vida própria. Demasiadas horas passadas a estudar antigos artefactos provocaram na jovem arqueóloga um caso sério de obsessão por sexo. Quando vê um homem deslumbrante semi despido a fitá-la de dentro de um antigo espelho, pensa que só pode estar a sonhar. Mas numa fracção de segundo, é salva de um atentado à sua vida e vê-se a braços com um metro e noventa e oito de escaldante, insaciável macho alfa.
Herdeiro da arcana magia dos seus antepassados Druidas, Cian MacKeltar foi encurralado dentro do Espelho Negro há onze séculos. E quando o Espelho Negro é roubado, um velho inimigo tudo fará para reavê-lo. Para Jessi, o deus sexual dentro do espelho é divinamente real e oferece a sua protecção — ainda que Jessi não compreenda o porquê. Tudo o que ele quer em troca é o sublime prazer de partilhar a sua cama…

A minha opinião:

O enredo deste livro, para mim, é muito semelhante ao Amante de Sonho de Sherrylin Kenyon.
Tal como aí, temos um sensual "deus grego", preso a um artefacto misterioso por um feitiço que só conseguirá ser quebrado pela rapariga por quem se apaixonar.

A partir daí o enredo da história baseia-se na tentativa de percebermos a história deste Highlander, o porquê de estar preso naquele espelho e a maior expectativa é - será que o casal conseguirá ficar junto no final?!

É uma leitura leve e descontraída, com uma constante presença de um clima de mistério e sensualidade que leva a que seja um daqueles livros que se lê de um fôlego só! :)

Classificação: 3 Bom

As Ligações Culinárias - Andreas Staikos







Edição/reimpressão: 2003
Páginas: 110
Editor: Editorial Presença


A minha opinião:

Este livro foi um dos que escolhi da 2ª vaga das Marés Vivas da Presença. Escolhi-o com o intuito de funcionar como aquilo a que chamo de um "livro de intervalo", ou seja, por vezes quando leio um livro com uma história mais complexa ou mais longa, gosto de, antes de iniciar outro livro do género, ler um livro pequeno e leve.

E este livro foi isso mesmo, um livro com um enredo leve que relata a história de dois vizinhos, Dâmocles Dímou e Dimítris Isavídris, amantes de culinária, e cujos aromas dos seus pratos entram pelas janelas de casa um do outro, fazendo depois com que se venham a conhecer e a descobrir que se apaixonaram pela mesma mulher, Naná, também sua vizinha, para quem cozinhavam as suas melhores iguarias, numa espécie de disputa amoroso/culinária.

Um ponto interessante neste livro, pelo menos para mim que também tenho o "bichinho" da culinária, é que entre cada capítulo são-nos apresentadas as receitas das iguarias que cada um dos personagens preparava para a sua amada Naná, dando-nos a conhecer também assim um pouco da gastronomia grega, espaço onde se desenrola esta história e terra do seu autor Andreas Staikos.

Classificação: 2 - Razoável

sábado, 24 de dezembro de 2011

Feliz Natal!!!

A A. e a B. desejam a todos que passam aqui pelo nosso cantinho um Feliz Natal cheio de paz, amor, saúde e alegria!


E que o Pai Natal passe por vossa casa com um saco carregadinho como este...













:D FELIZ NATAL!!!

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Balanço de 2011 da B. (Os melhores)




























Este foi um ano em que por diversos motivos não tive nem tempo, nem vontade para me dedicar a uma das coisas que mais gosto de fazer...ler um livro. Em jeito de balanço, foram muito poucos os livros lidos. Dos quais vou destacar aqueles que mais gostei e mais me ficaram na memória. São eles:

Desejos de Chocolate de Trisha Ashley: Este foi o livro que mais gostei de ler neste ano. Pela doçura da história, pelas peculiares e adoráveis personagens, pelo humor da escritora e pela sua escrita cativante, pela mensagem que passa, por tudo. Adorei e espero que a Quinta Essência continue a apostar em Trisha Ashley.

O feitiço da Lua de Sarah Addison Allen: Pela magia, ternura e mistério presentes nesta fabulosa história, pelas fantásticas e inesqueciveis personagens e pelas importantes mensagens que nos são transmitidas, adorei este maravilhoso livro. O meu preferido desta autora igualmente maravilhosa.

O jardim encantado de Sarah Addison Allen: Pela mágica, original e envolvente história, pelas personagens que nos tocam, pelas maravilhosas descrições, pela esperança que me transmitiu, por tudo, adorei.

Romance Atribulado de Jill Mansell: Pelo argumento fantástico, pela originalidade da história, pelas personagens marcantes e cenas hilariantes e pelas gargalhadas que me arrancou. Adorei este livro e fiquei fã da apelidada rainha do chick-lit! Qualquer dos seus livros são um bom refúgio para aqueles dias em que estamos a precisar de animar, mas este é até agora o meu preferido.

E os nossos leitores, quais foram os livros que mais vos marcaram neste ano que está a terminar?

sábado, 17 de dezembro de 2011

Wishlist de Natal da A.

Querido Pai Natal,
este ano fui uma boa menina, portei-me bem, fiz boas acções e por isso acho que mereço receber estes miminhos! =) ^^

Apesar da lista de livros desejados ser muito mais extensa, estes são aqueles que adorava mesmo receber no sapatinho este ano:



Fico à tua espera na noite de 24 Pai Natal, prometo guardar-te um pedacinho do tronco de natal! ;)

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Amigos com Alma - Jenny Smedley







Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 232
Editor: Quinta Essência


Sinopse:
Desde os dois anos que Jenny Smedley descobriu que tem o dom da empatia e da comunicação com animais. Tomou consciência de que toda a vida no planeta se encontra interligada e de que a vida humana e a dos animais estão inextricavelmente ligadas. Este livro notável fala-nos dos laços poderosos que existem entre o mundo dos seres humanos e o dos animais e relata-nos casos de animais que:

• Revisitam os donos após terem morrido para os consolar.
• Apareceram a tempo para avisar de perigo ou proteger os donos, tal como o faziam na vida.
• Morreram e depois regressaram - por vezes reencarnados, para poderem estar novamente com os donos e, por vezes, transferindo o seu espírito para um outro animal.
• Trouxeram mensagens do mundo espiritual, vindas dos entes queridos dos donos.
• Conseguem ver o mundo dos espíritos.


A minha opinião:

Quando li este livro ainda estava muito tocada pela perda da minha gatinha que era para nós como um membro da família. Talvez por isso, este livro foi especial para mim e talvez também me tenha ajudado a melhor compreender a autora.


O livro funcionou de certa forma como uma espécie de catarse para mim e escusado será dizer que muitos lenços foram gastos! =S =)

Consegui rever-me em certas situações contadas pela autora e até acreditar que certas coisas que ela relata sejam possíveis de acontecer, dependendo claro das crenças de cada um. No entanto, noutros relatos achei que talvez estivessem um pouco exagerados.

Em suma, acho que é um bonito livro para quem ama animais e que acima de tudo trará algum reconforto a quem já perdeu algum amigo animal.


Classificação: 3 Bom

terça-feira, 22 de novembro de 2011

A magia do amor - Barbara Bretton









Edição/Reimpressão: 2010
Páginas: 292
Editora: Quinta Essência



A minha opinião: Adorei "regressar" a Sugar Maple, acompanhar novamente as aventuras e desventuras de Chloe e Luke e conhecer um pouco melhor os restantes habitantes desta vila mágica. Na minha opinião este livro está ainda mais bem conseguido do que o primeiro, foi quase impossível pousá-lo sem chegar ao fim!

Com a chegada de Karen, a ex-mulher de Luke, à vila, o mistério e a emoção adensam-se deixando-nos na expectativa. Através de Karen e do objectivo que a leva a Sugar Maple - encontrar Luke, pois está constantemente e receber chamadas da filha de ambos que faleceu ainda criança - descobrimos um pouco mais do passado de Luke e do sofrimento que carrega consigo. Gostei muito desta nova personagem, uma mulher forte e lutadora e uma mãe incansável na procura do melhor para a sua filha.

Temos ainda o inesperado (ou não) regresso da malvada Isadora, e com ela as cenas de luta e acção. Quem regressa também, ainda que por pouco tempo é uma das minhas personagens favoritas, que não vou dizer o nome para descobrirem por vocês próprios ao lerem o livro. Neste segundo volume ficamos a conhecer um pouco mais da história de Sugar Maple e de como começou a eterna luta entre feiticeiras e fadas. E desta vez, quem levará a melhor, Chloe ou Isadora?

Com um final inesperado, mal posso esperar por ler "Sonhos Encantados"!

Recomendo vivamente esta leitura, tão adequada para esta quadra igualmente mágica!

Classificação: 5 Excelente!

sábado, 19 de novembro de 2011

Feitiços de Amor - Barbara Bretton









Edição/Reimpressão: 2009
Páginas: 296
Editora: Quinta Essência




A minha opinião: Iniciei esta leitura um pouco por influência da A. e porque queria ler algo leve que me levasse para um mundo mágico e me fizesse esquecer um pouco as questões do dia-a-dia... e posso dizer que "Feitiços de Amor" não me desiludiu!

Inicialmente estranhei um pouco a coexistência de tantas criaturas mágicas num só livro, mas depressa me habituei à ideia, afinal, é esta a essência da mágica vila de Sugar Marple que Barbara Bretton nos apresenta. Com uma criatividade incrível a autora dá-nos acesso a um mundo fantástico com o qual é impossível não nos encantarmos.

Quanto aos personagens, Barbara Bretton apresenta-nos duas personagens principais muito interessantes. Chloe é uma heroína simpática, confiante, inteligente e bem humorada com a qual rapidamente criamos empatia. Meia-humana, meia-feiticeira, Chloe tem como destino proteger a sua terra de todo e qualquer perigo, mas os seus poderes mágicos só se vão manifestar quando ela se apaixonar... É então que surge Luke. Este vai ser o único habitante cem por cento humano de Sugar Marple, é um homem calmo, inteligente e perspicaz, o detective que vai ser destacado para investigar o primeiro crime ocorrido nesta pacata e mágica vila onde nada é o que parece.

Depois existem uma série de personagens secundárias igualmente interessantes, como Janice e Lynette, as melhores amigas de Chloe que com um toque de humor dão outro colorido a esta história, Gunnar o generoso, fiel e dedicado amigo de Chloe, a terrível e malvada Isadora, etc...

Neste livro encontramos cenas de puro romance onde até um simples toque faz faísca, cenas de lutas onde a acção e emoção predominam e um toque de mistério e humor que nos fazem querer continuar a ler até chegar ao final...

Enfim, uma romance com todos os ingredientes necessários para agarrar o leitor do principio ao fim.

Na minha opinião, o aspecto menos bom desta história prende-se com o grande destaque dado à actividade de Chloe, ou seja, o tricô, as lãs, etc, mas isto tem a ver com gostos pessoais, pois quem gostar desta actividade de certeza que vai adorar este livro e os seus pormenores...

Classificação: 4 Muito Bom!

P.S. - Podem ler aqui a opinião da A. que, como já tinha referido leu este livro e adorou!

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Vida Sem Limites - Nick Vujicic














Edição: Reimpressão: 2011
Páginas: 280
Editora: Caderno



Sinopse: Nick Vujicic nasceu sem pernas e sem braços, tinha apenas um pequeno pé. Cresceu assim, diferente de todos. Enfrentou uma enorme e sufocante solidão, pensamentos depressivos, chegou a tentar o suicídio. Um dia, porém, apercebeu-se de uma coisa extraordinária.
Nascer assim não fora obra do acaso. Havia um Plano à sua espera, tudo o que precisava era de aprender a viver com o que tinha. Nick aprendeu. Começou a erguer o seu pequeno corpo, a pô-lo à prova, a dar-lhe vida. Aprendeu a andar de skate, a fazer surf e a tocar bateria. E descobriu que o seu exemplo valia mais do que mil palavras. Apercebeu-se de que, sem querer, se tinha tornado num exemplo para todos os que o rodeavam: ele era feliz.
E se ele era feliz, perguntou-se, porque é que as outras pessoas não podiam ser? Hoje, Nick leva essa mensagem aos quatro cantos do globo. Percorre o mundo munido apenas do seu infinito otimismo e da sua contagiante alegria de viver. E em todos os países é recebido por multidões, milhares e milhares de pessoas que apenas o querem ouvir, que apenas o querem abraçar, que apenas querem conhecer os segredos de uma
Vida Sem Limites.

A minha opinião: Não encontro as palavras certas para exprimir a minha opinião sobre este maravilhoso testemunho de vida e o quanto a sua mensagem chegou ao meu coração! Só tenho uma coisa a dizer: Leiam! Obrigada Nick!

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Como da primeira vez - Mike Gayle










Edição/Reimpressão: 2005
Páginas: 304
Editora: Editorial Presença


Sinopse: Jim e Allison namoraram durante uma década. Conheceram-se na associação de estudantes e a partir desse dia partilharam uma vida a dois intensa e apaixonada, embora conflituosa e complexa. Apesar de gostarem muito um do outro, não foi o suficiente para manterem a relação e decidiram separar-se, dividindo todos os bens, incluindo o gato. Afastados fisicamente, iniciaram outras relações amorosas com o objectivo de viverem uma nova etapa, diferente da anterior. Mas o destino volta a aproximá-los e três anos mais tarde, encontram-se acidentalmente. A memória das recordações passadas irrompe invadindo o presente e inquieta Jim e Allison. Por que razão o relacionamento deles não deu certo? Será que ainda vão a tempo de o recuperar? Uma comédia romântica ao nível da melhor ficção assinada por um escritor bestseller.


A minha opinião: Este livro foi uma óptima surpresa! Mike Gayle apresenta-nos a história de amor de Jim e Alison. Esta é contada sob a forma de diário. Ora vimos a perspectiva dele ora dela, o que torna a leitura muito interessante. O livro divide-se entre passado, presente e futuro. Muito mais do que o reencontro de Jim e Alison, o autor focasse no passado dando-nos uma perspectiva de como a relação começou e se desenvolveu ao longo do tempo e de como acabou. Depois por obra do destino (e do animal que sempre uniu os nossos protagonistas, a querida gata Disco) dá-se o reencontro. E quem sabe, um novo começo?...

Gostei da escrita intimista, simples, bem-humorada e cativante de Mike Gayle, da forma perfeita como consegue descrever os vários "estágios" por que passa a relação entre um casal...gostei da estrutura do livro, das personagens pelas quais facilmente criamos empatia, e do final emocionante!

Uma comédia romântica verdadeiramente a não perder!

Aquisições de Setembro e Outubro

Desejos de Chocolate - Trisha Ashley
Perfume da Paixão - Jude Deveraux
Dias de Ouro - Jude Deveraux
A Árvore dos Segredos - Sarah Addison Allen
Quando Lisboa Tremeu - Domingos Amaral
Os Novos Mistérios de Sintra - Vários Autores
Só Te Amo Até Terça-Feira - Rosa Luna
Magia ao Vento - Christine Feehan
Dewey - Vicki Myron

Bom, eu cá continuo com a minha política de contenção e, mesmo que possa parecer que não estou a cumpri-la lá muito bem, eu cá acho que até me estou a portar relativamente bem, dentro do possível! :) Pois, destes 9 livrinhos, apenas dois deles foram comprados pelo preço normal, os restantes são todos fruto de alguma promoção e/ou de compras em segunda mão!
Ah e todos eles são livros que estavam na minha wishlist, como eu tinha prometido a mim mesma no início do ano!

Agora, o novo objectivo da política de contenção é: não comprar mais que 3 livros até ao Natal, ou se possível não comprar mesmo nenhum! =S A ver vamos se vou resistir! ;)

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Feliz Halloween!!

Hoje é Dia das Bruxas e que maneira melhor de comemorá-lo do que a ler um belo livro de fantasia ou um belo thriller!


Eu estou tentada a iniciar finalmente a leitura de A Noite de Todas as Almas de Deborah Harkness. E vocês, que leitura vos vai acompanhar neste dia/noite de Halloween?! :)

domingo, 30 de outubro de 2011

O Quarto mágico - Sarah Addison Allen









Edição/Reimpressão: 2009
Páginas: 278
Editora: Quinta Essência




A minha opinião: Depois de ter adorado ler " O jardim encantado" e "O feitiço da lua" foi com enorme expectativa que peguei neste livrinho e iniciei mais uma leitura.

De imediato fiquei rendida ás personagens e ás suas histórias. Josey a personagem principal, é uma simpática e insegura jovem de 27 anos que vive para a mãe Margaret, uma mulher amargurada e presa ao passado. Claro que, nenhuma das duas é feliz.

Sem vida própria e incapaz de ser quem quer ser, Josey refugia-se nos doces. O seu quarto é o seu refúgio, e o roupeiro o "baú" onde guarda os seus doces e revistas de viagens, pois o seu sonho é viajar pelo mundo e sair da cidade onde todos se conhecem e julgam uns aos outros. Tudo corre normalmente até ao dia em que Josey encontra no seu roupeiro uma estranha mulher de nome Della Lee. Esta vai ajudá-la a quebrar a monotonia que é a sua vida e a assumir a sua verdadeira personalidade fugindo assim ao controlo da mãe e assumindo o seu verdadeiro eu. Ou seja, esta amizade vai levá-la a encontrar a felicidade.

Por influência de Della Lee, Josey vai ganhar outra amiga Chloe, esta está a atravessar uma fase menos boa da sua vida e a amizade de Josey vai ser fundamental para a ajudar a superá-la. Chloe tem ainda a particularidade de ser perseguida por livros que lhe trazem uma resposta e lhe mostram o caminho a seguir. Quem de nós amantes dos livros não gostariamos de ter essa sorte? :)

Estas três mulheres tem mais em comum do que algumas possam pensar, e este é um dos mistérios presentes no livro. Apenas Della Lee conhece a verdade...

Ao longo do livro, dei por mim a pensar que faltava a tal magia presente nos anteriores livros da autora, pois, para além de uma magia subtil sempre presente nas palavras de Sarah A. A. e de Chloe ser perseguida por livros, não encontrava mais nada. Não encontrava, mas ela estava lá em redor de Della Lee, eu apenas não a consegui ver, só mesmo para o final do livro, com o decorrer dos acontecimentos me apercebi, e foi surpreendente! Não estava nada à espera deste desfecho para a personagem. Para além de toda a doçura da história, a autora conseguiu surpreender-me o que me agradou bastante!

Classificação: 4 - Muito Bom!

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O Feitiço da Lua - Sarah Addison Allen









Edição/Reimpressão: 2010
Páginas: 246
Editora: Quinta Essência



A minha opinião: As primeiras palavras que me ocorrem para descrever este livro é viciante, ternurento e misterioso. Viciante porque é impossível parar de ler até descobrir todos os mistérios que envolvem a cidade de Mullabay e os seus excêntricos habitantes.

Temos um avô gigante, um quarto onde o papel de parede muda de padrão consoante o estado de espírito da pessoa, luzes misteriosas, uma mulher e um homem que têm uma relação muito especial com os bolos, uma família que não pode sair à noite...

Mais uma vez a autora consegue conjugar problemas reais com fantasia de uma forma fantástica.

As personagens e as suas histórias depressa chegam ao nosso coração. Adorei a história de amor puro e inocente de Emily e Win, e a coragem de ambos. Bem como a complexa Júlia e a sua difícil e tocante história de vida.

No meio de tanto mistério e ternura, a autora transmite-nos ainda algumas mensagens muito importantes. Através das personagens Vance e Win: a importância de nos aceitar-mos tal como somos, mesmo que sejamos diferentes das outras pessoas. Através da doce Júlia o facto de que muitas vezes procuramos a felicidade em sítios longínquos, quando afinal ela estava onde a deixámos.

Enfim, mais um livro lindíssimo desta fabulosa autora!

Classificação: 5 Excelente!

P.S- Podem também ler aqui a opinião da A. que já tinha lido este livro, e que agora gentilmente mo emprestou :)

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Pensamentos literários


"A pessoa que não lê, mal fala, mal ouve, mal vê."
Malba Tahan


segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Frases que ficam...

O Jardim dos Segredos - Kate Morton - Pág. 166

"Toda a sua demanda baseava-se na esperança. O mundo era um lugar assustadoramente grande e não era fácil encontrar uma pessoa que desaparecera há sessenta anos, mesmo que essa pessoa fosse ela mesma."

domingo, 9 de outubro de 2011

O Jardim dos Segredos - Kate Morton



Tudo seria mais fácil se fosse como nos contos de fadas…

Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 552
Editor: Porto Editora



Sinopse: Uma criança perdida: em 1913 uma criança é encontrada só, num barco que se dirigia à Austrália. Uma mulher misteriosa prometera tomar conta dela, mas desapareceu sem deixar rasto. Um terrível segredo: no seu 21.º aniversário, Nell Andrews descobre algo que mudará a sua vida para sempre. Décadas depois, embarca em busca da verdade, numa demanda que a conduz até à costa da Cornualha e à bela e misteriosa Mansão Blackhurst. Uma herança misteriosa: aquando do falecimento de Nell, a neta, Cassandra, depara-se com uma herança surpreendente. A Casa da Falésia e o seu jardim abandonado são famosos nas redondezas pelos segredos que ocultam - segredos sobre a família Mountrachet e a sua governanta, Eliza Makepeace, uma escritora de obscuros contos de fadas. É aqui que Cassandra irá por fim desvelar a verdade sobre a família e resolver o mistério de uma pequena criança perdida.

A minha opinião:

Este foi um livro que se foi entranhando em mim a pouco e pouco, a sua história sequestrou-me por completo. É daqueles livros que não temos pressa de terminar. Apetecia-me ficar para sempre naquele jardim murado…

A sua história provocou-me as mais variadas emoções, desde o sonhar acordada ao choque.
Achei brilhante a escrita de Kate Morton e a forma como utilizou os saltos temporais para contar a história.

Adorei a complexidade da personagem Eliza Makepeace. Adorei o livro de contos de fadas.
Os livros para crianças, nomeadamente os livros de contos de fadas, têm um lugar especial nesta história e por isso não poderia deixar de colocar aqui mais uma vez as palavras que a autora dedicou aos escritores para crianças nos seus agradecimentos:

"Também gostaria de prestar homenagem aos autores que escrevem para crianças. Descobrir desde cedo que por detrás das marcas pretas em páginas brancas espreitam mundos de terror, alegria e excitação incomparáveis é uma das melhores dádivas da vida. Estou grandemente agradecida a esses autores cujas obras desencadearam a minha imaginação infantil e inspiraram em mim um amor aos livros e à leitura que não mais me abandonou. O Jardim dos Segredos é, em parte, uma ode a esses escritores."


Enfim, uma vez que já passou algum tempo desde que li este livro já não me sinto apta para escrever a crítica que este livro merece. No entanto, posso-vos garantir que se não leram ainda este livro estão a perder uma história esplêndida que nos arrebata desde o primeiro instante da sua leitura!

Classificação: 5/5 Excelente

domingo, 2 de outubro de 2011

O Amor é o melhor remédio - Jamie Reidy





Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 272
Editor: Editorial Presença
Colecção: Vidas D'escritas

Sinopse:

Quando questionado pela mãe sobre o que fazia exactamente para ganhar a vida, Jamie Reidy apercebeu-se não só que não sabia responder-lhe mas também que tinha uma boa história para contar. Enquanto delegado de informação médica da Pfizer, Jamie fazia parte de uma realidade que a muitos passava despercebida. Num tom descontraído e numa prosa repleta de vivacidade, o autor leva-nos aos bastidores da indústria farmacêutica norte-americana. Um livro revelador e fascinante, que não deixará ninguém indiferente.

A minha opinião:

Este livro não foi bem aquilo de que estava à espera. Como já tinha ouvido falar no filme nele baseado, que se trata de uma espécie de comédia romântica, esperava que o enredo do livro fosse semelhante. No entanto, o livro apenas nos descreve, com todos os pormenores, a profissão de Delegado de Informação Médica.


Contudo, gostei de conhecer alguns segredos da indústria farmacêutica e dos seus vendedores.
Aconteceu-me também uma situação hilariante durante a leitura do livro: um dia tive que levar a minha mãe a uma consulta ao Centro de Saúde e fiquei à sua espera no carro. Levei o livrito para ir lendo, como faço sempre que sei que vou ter momentos mortos e, qual não é o meu espanto quando vejo estacionar a meu lado um carro, que me chamou a atenção por ser um topo de gama, e vejo o seu ocupante ao espelho a arranjar o cabelo, a verificar o sorriso, depois a sair do carro e vestir o belo do casaco do fato, alisá-lo bem alisadinho e finalmente dirigir-se à bagageira do carro e retirar uma mala, abri-la e verificar o seu interior e finalmente dirigir-se para a porta do Centro de saúde onde deitou mais uma olhada para verificar o seu aspecto, para ter a certeza que estaria perfeito para entrar e convencer a recepcionista e fazer mais umas vendas!! =D


Eh eh eu só pensava, a personagem do livro saltou cá fora e está mesmo á minha frente!! Será que ele tem conhecimento da existência deste livro!? Será que ele sabe que eu consegui saber o que ele faz só de olhar para ele?? eh eh amei a situação! =)


Com tudo isto, percebi que apesar do livro ter algumas partes mais chatas com todas as descrições de todos os processos de aprendizagens pelo que os vendedores passam, de todos os seus truques e artimanhas, o autor apresenta um retrato muito real e interessante daquela profissão!!

Classificação: 2,5/5 Razoável

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

2º Aniversário do Leituras de A a B!!!

Hoje o nosso Leituras fez 2 aninhos!!!


Foram dois aninhos que parecem ter passado a voar! Estamos a adorar esta experiência e só lamentamos não ter tanto tempo disponível quanto gostaríamos para dedicar ao nosso "menino"! =(


Temos a agradecer a todos os nossos seguidores/leitores o facto de permanecerem connosco apesar das já habituais momentâneas ausências e também às editoras e escritores com quem temos contactado. Muito obrigada! ;)


Esperamos que continuem a gostar do nosso/vosso cantinho e que fiquem connosco por, pelo menos, mais dois belos aninhos! ;)

domingo, 18 de setembro de 2011

O Jardim Encantado - Sarah Addison Allen












Edição/Reimpressão:2008
Páginas:270
Editora: Quinta Essência



A minha opinião: Finalmente percebo o porquê de tanto "deslumbramento" e entusiasmo à volta dos livros de Sarah A. Allen. É impossível não ficar encantado com a sua escrita, a sua imaginação, as personagens e histórias fantásticas que nos tocam e chegam ao coração. Ao começarmos a leitura ficamos completamente deliciados com a descrição dos pormenores do jardim, das suas plantas com propriedades mágicas, da sua teimosa macieira e da casa cheia de vida... E claro, com as personagens, todas elas especiais e com dons surpreendentes. A autora conta-nos uma história fantasiada, com acontecimentos reais, misturando assim magia e realidade de uma forma perfeita! Ao mesmo tempo transmite-nos uma mensagem de esperança e fé no amor. Adorei este romance mágico, mal posso esperar por ler todos os outros livros desta fantástica autora, fiquei fã!

Classificação: 5 Excelente

P.S - Obrigada A. por (mais) este empréstimo :D

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Aquisições de Junho, Julho e Agosto

Pois, ao que parece não me tenho portado muito bem ultimamente em relação à minha política de moderação (só agora ao vê-los todos juntinhos é que me apercebo disso)... mas também há que ter em conta que estas são as aquisições de 3 meses... acho que estou desculpada não?! ^^

Opah... quem me dera conseguir ler ao ritmo do que compro!! Sou uma desgraça! =S


O Codex 632 - José Rodrigues dos Santos
O Códice Secreto - Lev Grossman
O Aloendro Branco - Janet Fitch
O Feitiço do Highlander - Karen Marie Moning
Procuro-te - Lesley Pearse
A Rainha dos Gelados - Anthony Capella
Os Vários Sabores da Vida - Anthony Capella
Aquele Verão na Toscana - Domenica de La Rosa
Um Verão em Siena - Esther Freud
África Acima - Gonçalo Cadilhe
A Herança - Katherine Webb
A Viagem de Théo - Catherine Clement
O Lago dos Sonhos - Kim Edwards
Segredos de Família - Kim Edwards
O Monte dos Vendavais - Emily Bronte
A Sombra do Vento - Carlos Ruiz Zafón
O Rapaz do Pijama às Riscas - John Boyne


Estes últimos dois traziam ainda de oferta aquela linda caneca com uma frase de Carlos Ruiz Zafón. Adorei! =)

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Novidades Apetecíveis - 1001 Mundos

O Medo do Homem Sábio - Parte 1

Patrick Rothfuss


"Agora em O Medo do Homem Sábio, Dia Dois das Crónicas do Regicida, uma rivalidade crescente com um membro da nobreza força Kvothe a deixar a Universidade e a procurar a fortuna longe. À deriva, sem um tostão e sozinho, viaja par Vintas, onde, rapidamente, se vê enredado nas intrigas políticas da corte. Enquanto tenta cair nas boas graças de um poderoso Nobre, Kvothe descobre uma tentativa de assassínio, entra em confronto com um Arcanista rival e lidera um grupo de mercenários, nas terras selvagens, para tentar descobrir quem ou o quê está a eliminar os viajantes na estrada do Rei.
Ao mesmo tempo, Kvothe procura respostas, na tentativa de descobrir a verdade sobre os misteriosos Amyr, os Chandrian e a morte da sua família. Ao longo do caminho Kvothe é levado a julgamento pelos lendários mercenários Adem, é forçado a defender a honra dos Edema Ruh e viaja até ao reino de Fae. Lá encontra Felurian, a mulher fae a que nenhum homem consegue resistir, e a quem nenhum homem sobreviveu… até aparecer Kvothe.
Em O Medo do Homem Sábio, Kvothe dá os primeiros passos no caminho do herói e aprende o quão difícil a vida pode ser quando um homem se torna uma lenda viva." - Blog 1001 Mundos

Yeah!!! =) Finalmente está para chegar a continuação de um dos melhores livros que li em 2009/2010!! Já andava a desesperar sem ter notícias de para quando sairia este segundo volume e agora, aqui está ele, com uma capa ainda mais linda que a do anterior!!

Tenho a certeza que Patrick Rothfuss não vai desiludir e vai fazer valer a espera!
Aih mal posso esperar! ;)

Pareço uma criança eufórica eu sei, mas é que já não sentia tanta curiosidade e expectativa em relação a uma série desde o meu querido Harry Potter! ^^

Podem ver aqui a minha opinião sobre o primeiro volume desta trilogia, O Nome do Vento.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

O Perfume da Paixão - Jude Deveraux









Edição:2011
Páginas:392
Editora: Quinta Essência


Sinopse: Noiva do encantador e sedutor Greg Anders, Sara Shaw mal consegue esperar pelo dia do seu casamento em Edilean, na Virgínia. Mas apenas três semanas antes do dia do casamento, Greg recebe um telefonema durante a noite e sai sem dar qualquer explicação. Dois dias mais tarde, um homem aparece através de um alçapão no soalho da casa de Sara, afirmando que é o irmão da sua melhor amiga e informando-a que se vai mudar para casa dela. Embora Mike Newland esteja realmente a dizer a verdade sobre a sua identidade, a razão que o levou ali tem muito mais que se lhe diga. É um detective que trabalha infiltrado; a sua missão é usar Sara para descobrir o paradeiro de uma mulher — uma das criminosas mais notórias dos Estados Unidos — que, por acaso, é a mãe do homem com quem Sara tenciona casar. Mike acredita que a investigação não será difícil — isto é, caso consiga arranjar maneira de fazer com que uma jovem de «boas famílias» como Sara confie em si. No entanto, Mike não faz a mais pequena ideia do que aquela missão lhe reserva. Esforçouse ao máximo para esconder as suas ligações a Edilean, as quais remontam ao tempo em que a sua avó vivera naquela localidade, em 1941. Mas à medida que Mike e Sara se vão conhecendo, ele não consegue evitar partilhar segredos que nunca tinha partilhado com ninguém. Enquanto trabalham juntos para resolverem os dois mistérios, o amor crescente que desabrocha entre os dois começa a sarar cicatrizes de uma forma que nunca teriam imaginado ser possível.

A minha opinião: Com este livro Jude Devereux leva-nos de volta à encantadora vila de Edilien e aos seus peculiares habitantes. É sempre bom "matar saudades" de personagens que nos cativaram e perceber a evolução das suas vidas.

O perfume da paixão traz-nos dois protagonistas corajosos, bem-humorados, aventureiros e apaixonados. É impossível ficar indiferente à sua história de amor, à personalidade de cada um e ás peripécias que os envolvem. Temos depois uma série de personagens secundárias e um enredo muito bem construído que não nos deixam indiferentes.

O inicio da história é muito empolgante, prendendo-nos desde logo a atenção, e os acontecimentos seguem-se a um ritmo muito vivo o que torna a leitura quase compulsiva.

Em suma, gostei muito da dinâmica da história repleta de aventura, acção, mistério, emoção e sensualidade. Aconselho vivamente esta leitura!


domingo, 21 de agosto de 2011

Pensamentos Literários

"Não há no mundo livros que se devam ler, mas somente livros que uma pessoa deve ler em certo momento, em certo lugar, dentro de certas circunstâncias e num certo período da sua vida."


Lin Yutang

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Frases que ficam...


Amor, Ponto e Vírgula - Andrew Nicoll - Pág. 259

"As pessoas são criaturas de hábitos. Corremos sobre carris familiares como os eléctricos de Ponto, por vezes inclinando-nos um pouco nas curvas, outras vezes guinchando ligeiramente ou provocando uma chuva de faíscas, mas, na maior parte do tempo, mantendo-nos fiéis à mesma rotina.

Embora Agathe tenha abandonado os carris sobre os quais correra anos e anos, ficou surpreendida por perceber que continuava a andar. Não tropeçou, não estancou com um estremecimento. Não houve ferimentos, não houve mortes, não houve prejuízos, apenas uma nova carreira, afastada dos percursos habituais e liberta, na verdade, de quaisquer carris."

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Amor, Ponto e Vírgula - Andrew Nicoll







Edição: 02/06/2011
Páginas: 408
Editor: Editorial Presença



Sinopse:
Na linha do realismo mágico, este é o romance de estreia de um autor com características muito próprias. A acção decorre num país de localização indeterminada, algures numas ilhas do Báltico. Entre as exóticas e curiosas personagens, destacam-se o honesto e atencioso Presidente da Câmara de Ponto, Tibo Krovic, e aquela por quem nutre um amor secreto e platónico, a sua bela secretária Agathe Stopak. A narradora, omnisciente e omnipresente, é Santa Walpurnia, uma virgem barbuda e mártir, antiquíssima padroeira da cidade, recurso que confere um inigualável grau de humor a esta obra.

Opinião:
O tempo disponível para ler não tem sido muito e por conseguinte demorei mais tempo do que gostaria a ler este livro. No entanto, acho que isso não prejudicou a sua apreciação pois, a meu ver, este é daqueles romances para saborear, para ir desfolhando pouco a pouco, à medida que vamos entrando e nos envolvendo na história, na vida de Ponto e de seus habitantes.
Apesar de ter sido lançado durante este Verão, este livro saberia muito bem como aquilo a que eu costumo chamar de um "romance de Inverno", para ir lendo calmamente enquanto ouvimos a chuva a cair lá fora! ^^

O que me chamou a atenção em primeiro lugar neste livro foram os nomes atribuídos aos locais, cidades, pontes, rios, etc. Normalmente, estamos habituados a que a acção decorra num sítio real que podemos localizar geograficamente ou mesmo fictício, mas com nomes inventados que, para quem não sabe, até poderiam existir.

Nesta história a única informação que nos é dada é que a acção decorre num "país indeterminado, constituído por várias ilhas algures no Mar Báltico" e a maior parte dos locais têm nomes como Ponto, Travessão, Vírgula, Rio &, Ponte Verde, etc..
Logo na forma como o livro começa ("No ano Em Branco, quando A-K era governador da província de R,...") parece dar-nos a entender que o autor quis deixar para segundo plano tudo o que não seja relevante para a compreensão desta história de amor, virando o foco apenas para as personagens principais e outras com quem elas interagem.

Mas isso talvez seja eu que tenho a mania de interpretar tudo e mais alguma coisa... por isso não sei se estarei certa ou completamente errada. =)

Relativamente à história em si, logo de início o autor começa por nos apresentar a história da padroeira de Ponto, Santa Walpurnia, a virgem mártir barbuda e, a partir daí percebemos que a história nos vai ser relatada segundo o ponto de vista omnipresente desta.

Assim, através dela conheceremos o Bom Presidente Krovic, presidente da Câmara de Ponto, que prefere sempre fazer o que "é bom" ao que "é certo".... Conviveremos com a sua solidão e com a paixão que nutre há anos pela sua secretária, Agathe Stopak. Espreitaremos com ele por debaixo da porta do seu gabinete com vista para a secretária de Agathe... olharemos com ele através da janela com vista para a fonte onde todos os dias Agathe se senta com a sua lancheira para almoçar... e, estaremos também com ele quando, por fazer sempre "o que é bom", Tibo terá chegado um dia atrasado...

Conheceremos e acompanharemos também a vida de Agathe, casada, mas há muito tempo só. Pois se "Tibo conhecia a solidão de estar sozinho. Agathe conhecia a solidão de estar com alguém". Suspiraremos junto com ela por uma casa na Dalmácia.... pensaremos, ao chegar a casa, em como estará o Bom Presidente Krovic nesse momento... etc., etc., etc.

Como já devem ter percebido, esta é a história de duas pessoas que se amam platónica e mutuamente na solidão de suas casas... mas será que este amor alguma vez se concretizará?!

Além destas duas principais personagens houve ainda uma outra que me cativou: a Mamma Cesare, uma stregga, com as suas extraordinárias capacidades e o seu maravilhoso teatro escondido e com tão especiais inquilinos.... ;)

Enfim, espero ter-vos aguçado o apetite para a leitura desta belissíma história de amor, onde se prometem algumas surpresas e reviravoltas e um final digamos que algo mirabolante...! =)


Classificação: 4/5 Muito Bom


P.S. - Não poderia deixar de agradecer à Editorial Presença pela oportunidade que me deu de ler este óptimo livro e, mais uma vez, pedir imensa desculpa pela demora!

sábado, 6 de agosto de 2011

Frases que ficam...


Perfume da Paixão - Jude Devereux - Pág. 223

"Era mais fácil lidar com a cólera do que com o desgosto."

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Novidades Apetecíveis - ASA

A Editora ASA apresenta-nos para o mês de Julho duas novidades que, quanto a mim, são extremamente apetecíveis e deliciosas! =)

A Herança parece-me ser o tipo de livro que me enche as medidas, carregado de mistérios e segredos por desvendar e ainda por cima com uma mansão antiga como cenário! (o que eu adoro mansões...! ^^)

Quanto ao A Rainha dos Gelados, só pela descrição da capa já me deixou a salivar...! ;)


Duas irmãs. Um segredo avassalador. Um passado que não pode permanecer secreto.

Após a morte da avó, as irmãs Erica e Beth Calcott regressam a Storton Manor, a imponente mansão da família. Rodeada pela atmosfera mágica das férias de Verão da sua infância, Erica relembra o passado, particularmente o primo Henry, cujo desaparecimento daquela mesma casa dilacerou a família e marcou Beth terrivelmente. A jovem decide agora descobrir o que aconteceu a Henry, para que o passado possa ser enterrado e a irmã consiga finalmente encontrar alguma paz. Mas, quando começa a investigar, um segredo familiar ameaça sair da sombra: uma história que remonta à América na viragem do século XIX, protagonizada por uma bela herdeira das classes altas e uma terra selvagem e assombrosa. À medida que o passado e o presente convergem, Erica e Beth têm de enfrentar duas terríveis traições e uma dolorosa herança.



Sorvete de romã e champanhe
Mousse de gengibre e pétalas de rosa
Gelado de canela e tarte de maçã
Chocolate: todas as combinações possíveis…
Irão estas iguarias derreter-lhe o coração?


1670. No palácio de Versalhes, que alberga a corte mais elegante do mundo, o jovem Carlo Demirco é famoso pela sua arte de fazer gelados. As suas técnicas trouxeram-lhe riqueza, os favores de Luís XIV e a admiração de todas as mulheres. Todas excepto a que ama: Louise, a dama de companhia de Henrietta, irmã do rei de Inglaterra. Quando Henrietta morre, Louise e Carlo são enviados para Londres como presente para o rei em sofrimento. Chegados a um país de costumes pouco refinados, cujo rei rapidamente se dispõe a seduzir Louise custe o que custar, torna-se claro para ambos que as suas únicas armas serão uma boa dose de diplomacia e quantidades extravagantes de gelo.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

A mulher do Capitão - Ludgero Nascimento dos Santos









Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 224
Editor: Alfarroba

Sinopse: "O onde são as quentes noites de uma pequena vila no norte de Angola. O quando é a Guerra Colonial. O quem são homens e mulheres que se cruzam numa teia de amor, paixão, ódio e traição. O porquê ninguém o conhece.

Este é um romance intenso, apaixonante, que transporta o leitor a um tempo de amores proibidos e sentimentos fortes, mas também de relações de aparências, guerra e morte.

Porque há histórias de amor que têm de ser contadas."

A minha opinião: Primeiro que tudo tenho de agradecer mais uma vez ao autor Ludgero dos Santos pela oportunidade que nos proporcionou de conhecer o seu trabalho. Foi com grande expectativa que iniciei esta leitura...

Como já tinha dito anteriormente, existem livros para saborear e outros para devorar. Este é daqueles livros que dada a natureza dos acontecimentos - rápidos e emocionantes - nos impele a devorarmos página atrás de página sem parar!

Ludgero dos Santos brinda-nos com uma história de amor arrebatadora e proibida que nos prende a atenção, apresenta-nos personagens fortes que depressa nos despertam sentimentos de simpatia ou antipatia.

O autor dá-nos a conhecer factos históricos do que se passou na Guerra Colonial/ Guerra da Libertação e consegue transmitir na perfeição a atmosfera de incerteza, medo e perigo que pairava no ar.

Através das descrições e das várias situações apresentadas pelo autor ficamos a conhecer um pouco desse fascinante continente africano e da simplicidade e lealdade das suas gentes.

"A mulher do Capitão" é uma história de amor, ódio, paixão, traição, lealdade e morte, que certamente não vai deixar ninguém indiferente! Recomendo vivamente esta leitura!

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Curiosidades literárias

Andava eu "perdida" no site da Editorial Presença, há procura da minha próxima aquisição, quando de repente me deparo com a nova capa do livro "A Alquimia do Amor" de Nicholas Sparks. E fiquei encantada! Digam lá se não está linda linda?! Até dá vontade de trazer para casa o livro outra vez :)


terça-feira, 21 de junho de 2011

Novidades Apetecíveis (Julho) - Quinta Essência

Depois de ter lido Ficarei à tua espera o primeiro livro de Michael Baron publicado pela Quinta Essência - que adorei - é com muito agrado que vejo o seu regresso... Com uma capa tão linda e uma sinopse bastante sugestiva vai ser impossível resistir!


Um romance sobre recordações, segredos e um amor inesquecível

A única ponte para o futuro é através do passado.

Hugh Penders viveu num estado de apatia durante quase uma década, desde que o seu irmão Chase morreu num acidente de viação. Transporta no íntimo dois segredos que nunca foi capaz de partilhar com ninguém: acredita que poderia ter sido capaz de evitar o acidente e está profundamente apaixonado por Iris, a namorada de Chase.

Quando o pai de Hugh sofre um grave ataque cardíaco, Hugh tem de regressar à sua casa em Nova Inglaterra, de onde andara a fugir nos últimos dez anos. Um dia, encontra Iris − que se mudara havia muito tempo − na rua. Iniciam uma amizade e Hugh acredita que está a apaixonar-se novamente por ela.

Contudo, o fantasma de Chase paira sobre ambos. E, quando cada um deles revela uma verdade que o outro desconhecia, as suas vidas, a perspectiva que tinham de Chase, e as suas oportunidades de um futuro conjunto mudarão para sempre.

Imbuído da força do desejo e do impacte da perda, Nunca te Esqueci é uma narrativa comovente e romântica que emocionará profundamente o leitor.



segunda-feira, 20 de junho de 2011

Novidades Apetecíveis

Quinta Essência

Sinopse: No Sul da França, os segredos serpenteiam pelo campo ensolarado como os ramos das videiras e como um bom vinho, tornam-se melhores a cada ano que passa. Mas Franny Marten sabe pouco desse mundo. Tudo o que serpenteia através da sua pequena casa de campo na Califórnia é o sonho de se apaixonar. Franny pensava que o sonho podia tornar-se realidade - até q
ue conhece a mulher do seu amante! Mas, quando começa a sentir que o seu coração já ficou destroçado demasiadas vezes, Franny recebe uma carta misteriosa que muda tudo... A carta é um convite para uma reunião da família Marten num château na Provença. Sabendo pouco sobre a família, Franny decide arriscar e faz as malas para a aventura de uma vida. A sua decisão de ir a França irá empurrá-la para um mundo na orla do tempo, onde o azul do Mediterrâneo se
mostra ao longe com a promessa de que tudo é possível. E quando Franny descobre por que motivo o destino a levou à Provença, vai finalmente
entender que quando se trata de amor, às vezes nem tudo é o que parece. Às vezes, é ainda melhor...





Sinopse: Sarah Addison Allen dá-nos as boas-vindas a uma nova povoação: Walls of Water, na Carolina do Norte, onde os segredos são mais espessos do que o nev
oeiro das famosas quedas-dágua da cidade, e as superstições são, de facto, reais. Willa Jackson vem de uma antiga família que ficou arruinada gerações antes. A mansão Blue Ridge Madam, construída pelo bisavô de Willa durante a época área de Walls of Water, e outrora a mais grandiosa casa da cidade, foi durante anos um monumento solitário à infelicidade e ao escândalo. Mas Willa soube há pouco que uma antiga colega de escola a elegante Paxton Osgood - da abastada família Osgood, restaurou a Blue Ridge Madam e a devolveu à sua antiga glória, tencionando transformá-la numa elegante pousada. Talvez, por fim, o passado possa se
r deixado para trás enquanto algo novo e maravilhoso se ergue das suas cinzas. Mas o que se ergue, afinal, é um esqueleto, encontrado sob o solitário pessegueiro da propriedade, que com certeza irá fazer surgir coisas terríveis. Pois os ossos, pertencentes ao carismático vendedor ambulante Tucker Devlin, que exerceu os seus encantos sombrios em Walls of Water setenta e cinco anos antes, não são tudo o que está escondido longe da vista e do coração. Surgem igualmente segredos há muito guardados, aparentemente anunciados por uma súbita onda de estranhos acontecimentos em toda a cidade.


ASA

Sinopse: Todos os anos, Patricia OHara abre as portas do seu magnífico castello do século XIII e organiza um curso de escrita criativa na deslumbrante região da Toscana.
Mas este ano, algo paira no ar quando os sete aspirantes a escritores se juntam à beira da piscina para trocar mexericos, namoriscar e escrever o livro das suas vidas. Em pouco tempo, Mary, a solteira convicta, descobre os encantos de partilhar uma Vespa; o sedutor Jeremy rende-se a talentos que não apenas os seus e até a pragmática Patricia vai arranjar tempo para uma paixão acidental. Graças a esta mistura explosiva de egos e criatividade, segredos obscuros e visitantes inesperados, uma coisa é certa: nunca se assistiu a um Verão como este. Quando o curso chegar ao fim, as suas vidas terão mudado para sempre. E um deles chegará mesmo a escrever um livro.




Editorial Presença


Sinopse: Rachel White sempre foi o protótipo da «menina certinha», que fazia o que se esperava dela e se sacrificava em prol dos outros. Só que, na manhã após a festa do seu aniversário, Rachel acorda ao lado do noivo da sua melhor amiga. O mais correcto seria esquecer o que aconteceu e seguir em frente, mas, à medida que a data do casamento se aproxima, Rachel descobre que as coisas não são assim tão simples, e em breve terá de escolher entre abrir mão da felicidade ou da sua amizade mais antiga. Um romance que lança um olhar pleno de lucidez e de sensibilidade sobre as nuances que existem no amor, na amizade e na traição.

(Relançamento)



Aqui está mais uma nova rubrica do Leituras de A a B. A partir de hoje temos também divulgação editorial. Vamos divulgar aquelas novidades que por um motivo ou outro nos chamaram a atenção.

sábado, 18 de junho de 2011

Pensamentos Literários

"With every book you buy, you should buy the time to read it!"

Karl Lagerfeld


Verdade, verdadinha! Não acham?!

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Aquisições do mês de Abril e Maio.

Apesar das já típicas longas ausências (infelizmente nem sempre pelos melhores motivos =S) das autoras deste blogue, pelas quais pedimos desculpa mais uma vez... e, apesar também do ritmo das nossas leituras estar a passo de caracol, os livrinhos não pararam de chegar à minha estante nos meses de Abril e Maio.

Aqui ficam as minhas últimas aquisições/ofertas: Incluindo a estante que também é nova! :)

segunda-feira, 13 de junho de 2011

123 anos de Fernando Pessoa!

Hoje comemora-se o 123º aniversário do meu/nosso querido Fernando Pessoa, por isso eu não poderia deixar de dar aqui um saltinho para prestar uma pequena homenagem ao meu escritor/génio preferido de todos os tempos! :)

Aqui vos deixo um dos meus poemas preferidos dele, entre muitos claro!

TABACARIA

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.

Janelas do meu quarto,
Do meu quarto de um dos milhões do mundo que ninguém sabe quem é
(E se soubessem quem é, o que saberiam?),
Dais para o mistério de uma rua cruzada constantemente por gente,
Para uma rua inacessível a todos os pensamentos,
Real, impossivelmente real, certa, desconhecidamente certa,
Com o mistério das coisas por baixo das pedras e dos seres,
Com a morte a por humidade nas paredes e cabelos brancos nos homens,
Com o Destino a conduzir a carroça de tudo pela estrada de nada.

Estou hoje vencido, como se soubesse a verdade.
Estou hoje lúcido, como se estivesse para morrer,
E não tivesse mais irmandade com as coisas
Senão uma despedida, tornando-se esta casa e este lado da rua
A fileira de carruagens de um comboio, e uma partida apitada
De dentro da minha cabeça,
E uma sacudidela dos meus nervos e um ranger de ossos na ida.

Estou hoje perplexo, como quem pensou e achou e esqueceu.
Estou hoje dividido entre a lealdade que devo
À Tabacaria do outro lado da rua, como coisa real por fora,
E à sensação de que tudo é sonho, como coisa real por dentro.

Falhei em tudo.
Como não fiz propósito nenhum, talvez tudo fosse nada.
A aprendizagem que me deram,
Desci dela pela janela das traseiras da casa.
Fui até ao campo com grandes propósitos.
Mas lá encontrei só ervas e árvores,
E quando havia gente era igual à outra.
Saio da janela, sento-me numa cadeira. Em que hei de pensar?

Que sei eu do que serei, eu que não sei o que sou?
Ser o que penso? Mas penso tanta coisa!
E há tantos que pensam ser a mesma coisa que não pode haver tantos!
Génio? Neste momento
Cem mil cérebros se concebem em sonho génios como eu,
E a história não marcará, quem sabe?, nem um,
Nem haverá senão estrume de tantas conquistas futuras.
Não, não creio em mim.
Em todos os manicómios há doidos malucos com tantas certezas!
Eu, que não tenho nenhuma certeza, sou mais certo ou menos certo?
Não, nem em mim…
Em quantas mansardas e não-mansardas do mundo
Não estão nesta hora génios-para-si-mesmos sonhando?
Quantas aspirações altas e nobres e lúcidas -
Sim, verdadeiramente altas e nobres e lúcidas -,
E quem sabe se realizáveis,
Nunca verão a luz do sol real nem acharão ouvidos de gente?
O mundo é para quem nasce para o conquistar
E não para quem sonha que pode conquistá-lo, ainda que tenha razão.
Tenho sonhado mais que o que Napoleão fez.
Tenho apertado ao peito hipotético mais humanidades do que Cristo,
Tenho feito filosofias em segredo que nenhum Kant escreveu.
Mas sou, e talvez serei sempre, o da mansarda,
Ainda que não more nela;
Serei sempre o que não nasceu para isso;
Serei sempre só o que tinha qualidades;
Serei sempre o que esperou que lhe abrissem a porta ao pé de uma parede sem porta, (...).



Álvaro de Campos


Para quem não lhe apetecer ler, podem ouvir aqui...
video